Olhar Agro & Negócios

Terça-feira, 22 de outubro de 2019

Notícias / Agronegócio

Barra pode ter abatedouro público para produtores e açougueiros

De Barra do Garças - Ronaldo Couto

29 Mar 2013 - 11:00

Foto: Agro Olhar

Barra pode ter abatedouro público para produtores e açougueiros
Pequenos produtores e açougueiros de Barra do Garças foram recebidos quarta-feira (27) pelo prefeito Roberto Farias (PSD) para buscar uma alternativa sobre o abate de suínos e de gado a regularização deste serviço desde 2009 pelo Ministério Público Estadual (MPE).

Abate de aves cai 0,9%, mas peso das carcaças aumenta, diz IBGE

Pela primeira vez um prefeito de Barra recebeu em gabinete açougueiros e pequenos produtores para tratar sobre o assunto e propor ajuda. “Nós queremos ajudar. Existe a proposta de criar uma associação e abrir um abatedouro municipal”, frisou Beto. O presidente da Câmara Municipal, Miguelão Moreira também participou da reunião e destacou que o legislativo está pronto para somar força nessa idéia.

Uma das propostas de criar o abatedouro municipal surgiu com a possibilidade de aproveitar a estrutura do antigo frigorífico Nutrisal do empresário Enio Basso. “Durante anos estamos tentando fazer o frigorífico funcionar, mas nunca encontramos respaldo no poder executivo, agora o prefeito Roberto Farias nos procurou e vamos fazer nossa parte para resolver esse problema que vem afetando tantas pessoas”, disse Ênio Basso.

Para atender as normas sanitárias e evitar os problemas ocorridos na comercialização dos produtos, a sugestão acatada pelos presentes foi a implantação do SIM (Serviço de Inspeção municipal), que beneficiará também produtores de peixes, aves, mel, massas (Farinha e polvilho), leite, queijo e outros. Para dar agilidade ao processo, serão buscadas parceiras com órgãos como INDEA e EMPAER.

A expectativa é que o projeto do SIM seja enviado para apreciação do legislativo em 15 dias e que seja ativado dentro de sessenta dias. “Essa situação ainda não foi resolvida por culpa da administração passada que passou quatro anos e não resolveu o problema”, destacou o vereador Miguelão.

Os açougueiros pediram também que as autoridades conversem com o promotor Marcos Brant para dar mais um prazo para regularizar essa situação. Hoje a maioria da carne que o barra-garcense come, a bovina vem de Nova Xavantina e suína de Primavera do Leste, de onde partiu a denúncia contra a comercialização de carne de porco sem inspeção na Barra.

2 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Agro Olhar. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agro Olhar poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • de olho
    29 Mar 2013 às 16:32

    Não tem que dar prazo nenhum, prazo pros açougueiros enfiarem o gado clandestino e sem inspeção pra população comer, parabéns ao promotor Marcos Brantz, é de pessoas assim que MP precisa.

  • Paulo Costa
    29 Mar 2013 às 15:17

    Barra do Garças possui um Frigorifico que preenche todos os requisitos tecnicos para abates de bovinos e fiscalizado pelo SISE. Basta que o Sr. Prefeito com sua liderança convença os atuais proprietários a dirimirem suas diferenças e voltem a funcionar o frigorifico Carvalho. O consumidor em primeiro lugar. Falar que vai abririr o antigo Nutrissal é pura demagogia é jogar para a platéia. O Nutrissal tem problemas juridicos e técnicos é toitalmente inviável. A solução está facil. Procurem as pessoas certas.

Sitevip Internet