Olhar Agro & Negócios

Quarta-feira, 17 de abril de 2024

Notícias | Pecuária

REPOSIÇÃO ENERGÉTICA

Produtores rurais aumentam estoque de insumos para suplementar bovinos durante período de seca

Foto: Odair Leal/SECOM

Produtores rurais aumentam estoque de insumos para suplementar bovinos durante período de seca
Os produtores rurais, especialmente de bovinos, começaram a aumentar o estoque de insumos com o início do período da seca em Mato Grosso. Durante o período de confinamento dos animais, os pecuaristas precisar utilizar suplementos para evitar que quedas na produção.

Leia também:
Produtor pode perder até R$ 10 em saca de milho por falta de armazéns, aponta diretor da Abramilho


De acordo com o Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea), o aumento do estoque é um ponto importante do planejamento da operação, uma vez que a alimentação é um dos fatores que mais pesam no custo de produção do confinamento.

No período da seca, os níveis de proteína, energia e vitaminas ficam reduzidos na pastagem e por este motivo é necessário realizar uma reposição energética de nutrientes.

A seca afeta a capacidade de crescimento e o vigor do capim, torna a pastagem mais fibrosa e a forragem menos nutritiva.

Entre as principais fontes de proteína utilizada pelos pecuaristas é o milho, farelo de soja e caroço de algodão que estão sendo cotados entre os valores de  R$ 3,73/kg e 6,01/kg.

Ainda conforme o Imea, na última semana, o preço do boi gordo apresentou alta de 0,20% ante a semana anterior e foi cotado a R$ 206,52 a arroba. A arroba é contabilizada a cada 15 kg.
Entre em nossa comunidade do WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Assine nossa conta no YouTube, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet