Olhar Agro & Negócios

Terça-feira, 16 de abril de 2024

Notícias | Geral

CRESCIMENTO DE 7%

Vendas de veículos novos apresenta melhor resultado em agosto

Foto: Foto: Reprodução

Vendas de veículos novos apresenta melhor resultado em agosto
Após meses de números negativos, a venda de veículos novos apresentou um crescimento de 7% no mês de agosto. Conforme os dados da Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores, foram registrados 9.288 novos emplacamentos, entre automóveis, comerciais leves, caminhões, ônibus, motocicletas e implementos rodoviários. É o melhor desempenho do mercado brasileiro em 2022.

Em julho, foram emplacadas apenas 8.695 unidades, representando um crescimento de 6,82%. Com relação a agosto de 2021, com 8.445 veículos, o percentual de aumento é ainda maior: 9,98%.
Automóveis e comerciais leves

Para automóveis e comerciais leves, o crescimento foi mais tímido. Esse segmento cresceu apenas 0,96% a mais do que em julho. Em agosto, foram vendidos 2.430 automóveis e 1.586 comerciais leves. Juntos somam 4.016 veículos. Em julho, as vendas totalizaram 3.978.

Motocicletas

O segmento de motocicletas teve um resultado melhor que o mês anterior, com 8,89%. Foram comercializadas 3.058 unidades contra 3.330 registradas em agosto. Já em comparação com agosto de 2021, apresenta queda de 0,80%.

Caminhões

O segmento segue a alta e apresenta 7,59% de aumento nas vendas no 8º mês deste ano. Foram 496 caminhões fazendo frente às 461 unidades de julho. Com relação a agosto do ano anterior, o crescimento atinge 25,57%, deixando o setor mais otimista, principalmente agora em que a colheita agrícola se inicia para algumas culturas.

Implementos Rodoviários

Esse segmento teve relevante salto em agosto ao crescer 38,16%. Foram 811 caminhões contra 587 em julho e mais que em agosto de 2021, quando foram comercializados 588 implementos. O segmento também está favorecido pelo calendário agrícola.

O diretor-presidente da Fenabrave Regional Mato Grosso, Paulo Boscolo, explica que esse aumento do número de emplacamentos é resultado de mais dias úteis no mês. Disse ainda que, historicamente, o segundo semestre costuma apresentar melhores números em relação ao primeiro semestre.

Boscolo destaca que é preciso considerar alguns cenários presentes e que podem influenciar o mercado. "Eu acredito na influência de um componente novo que entra - a preocupação com o cenário político. Aí tem alta de taxa de juros e maior restrição ao crédito, em função da inadimplência que os bancos acusam", explica o representante da Fenabrave-MT.

Acumulado de janeiro a agosto

Os números positivos de agosto ainda não fazem 2022 superar neste ano o número de emplacamentos registrados até agosto de 2021. No acumulado do ano, a queda é de 0,32%, sendo que o segmento mais expressivo em número de unidades vendidas - o de automóveis e comerciais leves – ainda registra baixa de 7,33%
Entre em nossa comunidade do WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Assine nossa conta no YouTube, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet