Olhar Agro & Negócios

Sábado, 24 de agosto de 2019

Notícias / Cotação

Último dia útil da Semana Santa inicia com a Bolsa despencando e dólar decolando

Moacir Camargo – Economista da Parmetal DTVM

24 Mar 2016 - 12:30

Foto: Reprodução/Ilustração/Internet

Último dia útil da Semana Santa inicia com a Bolsa despencando e dólar decolando
A Bolsa que fechou na quarta feira abaixo dos 50.000 pontos segue caindo, operando logo após a aberta abaixo dos 49.000 pontos, computando queda maior de -1%. Nesse dia de véspera de feriado com final de semana prolongado, somado a dinâmica dos acontecimentos políticos, é bem provável que vivamos um dia de realização de lucros e baixa nas posições em carteira, tendo como foco o dólar para se proteger de prejuízos no mercado financeiro.

O cenário político abala fortemente a economia do país, isso é certo, mas está longe de ser a crise política a causa da crise econômica. Mas o agravamento da crise política distância o Brasil da solução econômica. Mas temos que ter em mente que a solução econômica não pode advir apenas dos ajustes ficais com constante elevação da carga tributária. Mesmo sem entender de economia, o cidadão comum sabe e, com certeza, já viveu e vive isso na prática, que um aumento da carga tributária reduz a renda, reduz o consumo e promove o desemprego, e nunca o contrário.

A OAB (Ordem dos Advogados), que decidiu apoiar o impeachment da presidente Dilma por 26 votos a favor e 2 contra, protocolará nesta segunda-feira próxima (28) um novo pedido de impeachment, incluindo peladas fiscais, as renunciais fiscais ilegais em favor da FIFA e a intenção de beneficiar o ex-presidente Lula, alvo da operação Lava-Jato, com foro privilegiado atribuindo a ele cargo de ministro de Estado. Esse processo, com mais recursos e apontamento de irregularidades, talvez se sobreponha ao atual processo em análise, pois extrapola ao crime de responsabilidade fiscal do processo que está nas mãos da Comissão Especial do Impeachment.

Voltando para a esfera econômica, o ministro da Fazenda Nelson Barbosa, que previu e submeteu para aprovação no início do ano um orçamento para 2016 com rombo de R$ 60,2 bilhões, agora pede ao congresso que autorize um novo déficit de R$ 96,6 bilhões. Essa notícia, pressionará também o câmbio e fortalecerá o dólar para o dia de hoje (30 minutos após a abertura: US$ > R$ 3,72 e € > R$ 4,15). Complementando, esse é o 3º ano consecutivo que finalizaremos com déficit nas contas públicas.

Só me deixe explicar que esses R$ 96,6 bilhões é o montante que aumentará a dívida atual e que nesse número não estão inclusos o valor pago a títulos dos juros sobre o total da dívida. Déficit em conta é diferente do total da dívida do governo.

As principais Bolsas no mundo operam no vermelho no dia de hoje. São aguardados os números sobre a contagem semanal das sondas de extração de petróleo. O PMI serviços dos EUA caiu em relação ao anterior (51,3), mas continua acima da linha de crescimento de 50,0 ficando em 51,0 e ainda para os EUA, o número de solicitação de seguro desemprego ficou em 2.179k, melhor que o projetado 2.230k. Para a Grã-Bretanha os números de vendas no varejo decresceram -0,2%, mas ficaram acima do esperado (-1,0%) e no ano as vendas cresceram +4,1%. O BC chinês solicita maior empenho mundial e de forma coordenada para a estabilidade cambial.

Principais Bolsas Mundiais e índices (11:58):
· Dow 30: ......................................... -0,34% (em operação)
· Nasdaq: ........................................ -0,11% (em operação)
· S&P/TSX:....................................... -0,45% (em operação)
· Ibovespa........................................ -1,06% (em operação)
· DAX: ............................................. -1,18% (em operação)
· FTSE 100: ....................................... -1,21% (em operação)
· CAC 40: ......................................... -1,74% (em operação)
· Euro Stoxx 50: ............................... -1,31% (em operação)
· IBEX 35: ......................................... -0,91% (em operação)
· FTSE MIB........................................ -1,03% (em operação)
· SMI: .............................................. -1,14% (em operação)
· Nikkei 225: .................................... -0,64%
· CSI 300: ......................................... -1,68%
· Hang Seng...................................... -1,31%
· KOSPI: ........................................... -0,46%


O ouro, em dia de baixo volume de negócios, segue cotado a US$ 1.221,60 a ozt, registando queda de -0,20%. Na Parmetal DTVM, o ouro abriu negócios nesta quinta-feira cotado a R$ 142,47 o grama para compra e R$ 144,35 para venda, alta de +2,01% comparando com a abertura de quarta-feira.

Indicadores – Abertura do Mercado:
· Ouro – NY (Ozt.) ................................. US$ 1.222,40....................... -2,03%
· Petróleo (Brent) ................................. US$ 40,35........................... -2,91%
· Milho (Ton) ........................................ US$ 368,88......................... -0,20%
· Ibovespa (pts.) ................................... 49.686,04............................ -2,59%
· Dólar - US$ ......................................... R$ 3,6837............................ +2,88%
· Euro - € .............................................. R$ 4,1183............................ +2,57%
· Poupança (mês / Acum. 2016) ............ +0,7179% ........................... +2,6997%
· Inflação – IPCA (mês / 12 meses) ........ +1,27%............................... +10,7063%

Observação: o percentual calculado é feito com relação à cotação de abertura do dia anterior.

http://www.parmetal.com.br/noticias-e-artigos

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Agro Olhar. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agro Olhar poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

Sitevip Internet