Olhar Agro & Negócios

Sexta-feira, 20 de setembro de 2019

Notícias / Pecuária

Pecuaristas apresentam demandas do setor para candidatos à presidência da ABCZ

Da Redação - Viviane Petroli

17 Dez 2015 - 10:01

Foto: Reprodução/Internet/Ilustração

Pecuaristas apresentam demandas do setor para candidatos à presidência da ABCZ
Entidades ligadas à pecuária bovina em Mato Grosso entregaram algumas demandas de ordens técnicas do setor produtivo no estado para a Associação Brasileira dos Criadores de Zebu (ABCZ). A entidade nacional passará no próximo ano por período eleitoral para o triênio 2016/2019.

As reivindicações foram entregues por representantes da Associação dos Criadores de Mato Grosso (Acrimat), Associação dos Criadores de Nelore Mato Grosso e Sindicato Rural de Cuiabá na quarta-feira, 16 de dezembro.

Entre as demandas, incluindo de ordens técnicas, segundo o presidente da Acrimat, José Bernardes, estão reivindicações para que a ABCZ “encampe” a defesa da pecuária nacional, questões quanto a mercado interno e externo, a relação entre produtores e frigoríficos, entre outras.

Leia mais:
Vigilância Sanitária e status livre da aftosa devem elevar vendas de carne bovina ao Japão

“A carne bovina está entre os produtos mais exportados do Brasil. Hoje, mais de 70% da carne de Mato Grosso segue para fora do estado, seja para o mercado interno brasileiro ou exterior. Precisamos de apoio da ABCZ”, destaca o presidente da Acrimat, José Bernardes.

As demandas foram entregues ao vice-presidente da ABCZ, Arnaldo Manuel de Souza Machado Borges, que também é um dos candidatos à presidência da entidade para o próximo triênio.

Segundo Arnaldo Borges, a ABCZ possui diversos desafios pela frente. Um dos principais, em sua visão, é o melhoramento genético e as análises genealógicas dos animais.

"Hoje, o Brasil é um mercado importante. Vários países estão buscando aqui sêmen e embriões. Mato Grosso é o estado com maior rebanho. Além disso, no estado está localizado um dos nossos maiores escritórios técnicos”, pontuou Arnaldo Borges ao frisar a importância de Mato Grosso e salientar que a ABCZ está buscando ouvir os pecuaristas.

O vice-presidente da ABZC comenta, ainda, eu a intenção da Associação é estar cada vez mais perto do interior do Brasil. “Mato Grosso é um dos estados com maior qualidade genética, pois os produtores buscaram investir e há o clima que favorece. Temos observado que o Brasil tem evoluído muito e a aplicação da Integração Lavoura Pecuária (iLP), que temos visto em Mato Grosso, tem auxiliado na recuperação de pastagem e ganhos de peso na pecuária”.

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Agro Olhar. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agro Olhar poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

Sitevip Internet