Olhar Agro & Negócios

Segunda-feira, 29 de novembro de 2021

Notícias / Geral

761 toneladas

Petrobras inicia megaoperação para transportar peça a fábrica de fertilizantes em MS

A peça fabricada na China pesa duas vezes mais que o maior equipamento instalado na usina de Itaipu – um rotor da turbina principal que pesa 290 toneladas. Um reator de ureia de 27 metros de comprimento, 4,2 de largura, 5,2 metros de altura e pesa 370 toneladas, e um condensador com 19 metros de comprimento, 4,3 metros de largura, 5,2 metros de altura e pesa 375 toneladas já foram incorporados a usina neste fim de semana.

Da Redação - Rodrigo Maciel Meloni

13 Ago 2013 - 10:32

Foto: Reprodução

Reator de amônia pesa 761 toneladas, tem 6,40 metros de altura e quase 40 metros de comprimento

Reator de amônia pesa 761 toneladas, tem 6,40 metros de altura e quase 40 metros de comprimento

O transbordo de um reator de amônia de 761 toneladas, 6,40 metros de altura e quase 40 metros de comprimento exigiu que a Petrobras executasse uma megaoperação, envolvendo Polícia Rodoviária Federal (PRF) e Corpo de Bombeiros, para que a peça, a maior de um conjunto de 13 unidades que a Petrobras está implantando numa fábrica de fertilizantes no Mato Grosso do Sul (MS), chegue ao seu destino: a cidade de Três Lagoas (MS).

Leia mais
Agência retoma processo licitatório de ferrovia que vai reduzir valor do frete em 50%
Duplicação de 70 km da BR-364 custará R$ 255 milhões aos cofres públicos

O transporte da peça, atracada em Foz do Iguaçu (PR), está programado para ocorrer nesta quarta-feira (14), a partir das 10 horas. A Petrobras aguarda liberação da Marinha para dar continuidade ao trabalho. O transbordo será feito por via fluvial e deve levar pouco mais de uma semana para chegar ao município sul mato-grossense.

A peça fabricada na China pesa duas vezes mais que o maior equipamento instalado na usina de Itaipu – um rotor da turbina principal que pesa 290 toneladas. Um reator de ureia de 27 metros de comprimento, 4,2 de largura, 5,2 metros de altura e pesa 370 toneladas, e um condensador com 19 metros de comprimento, 4,3 metros de largura, 5,2 metros de altura e que pesa 375 toneladas já foram incorporados a usina neste fim de semana.

Uma chiler de amônia, de 320 toneladas, e uma caixa de purificador, com 173 toneladas, também já estão na fábrica em Três Lagoas. De acordo com comunicado emitido pelo governo, a Petrobras está usando a área de Itaipu, o reservatório e o Rio Paraná para a travessia desses equipamentos.

Todo o trajeto de deslocamento pelo qual a peça vai passar é o mesmo que vem sendo usado para transportar todas as peças que compõe a usina. O reator chegou ao Porto de Rio Grande, no Rio Grande do Sul (RS), por via fluvial, desde Mar del Plata, na Argentina.

A megaoperação montada pela Petrobras intente vencer o desnível de 120 metros entre o Rio Paraná e o reservatório da Itaipu. O trabalho está recebendo o apoio da binacional.
Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet