Olhar Agro & Negócios

Domingo, 16 de junho de 2024

Notícias | Logística

Operação interdita quatro abatedouros clandestinos em municípios no Amazonas

Quatro abatedouros que funcionavam de forma clandestina foram impedidos de funcionar depois de serem autuados durante uma operação do Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento (Mapa) em conjunto com o Batalhão de Polícia Ambiental do Amazonas. Ação, realizada no período de 31 de junho a 2 de agosto, autuou quatro estabelecimentos em duas cidades do Estado.


De acordo com a Superintendência Federal da Agricultura no Estado, os abatedouros funcionavam nos municípios de Nova Olinda do Norte, a 135 Km de Manaus, e Borba, a 151 Km. A superintendência informou que os alimentos apreendidos nos estabelecimentos foram inutilizados e os equipamentos lacrados.

Os abates, conforme a fiscalização, ocorriam sem condições higiênicas, no chão, com a presença de animais e pragas. Os fiscais constataram ainda que os abatedouros utilizavam equipamentos e utensílios sujos, sem respeito a nenhuma prática de abate humanitário, com água contaminada e os resíduos sendo despejados diretamente na natureza.

– A carne ainda era transportada sem resfriamento em veículos sem nenhum tipo de proteção contra sujeira – informou o Fiscal Federal Agropecuário Daniel Gustavo Bez.

A superintendência informou que o Mapa realizou mais de 30 autuações e interdições de estabelecimentos clandestinos no Amazonas somente em 2013. As principais irregularidades constatadas foram em áreas de produção de pescado, carne e ovos.

Dos 62 municípios do Amazonas, em apenas seis cidades há sete locais regularizados para abate de gado. Nos demais 56 municípios amazonenses, o abate dos rebanhos para consumo é feito de forma irregular. Os dados são do Conselho Regional de Medicina Veterinária (CRMV-AM).
Entre em nossa comunidade do WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Assine nossa conta no YouTube, clique aqui
Sitevip Internet