Olhar Agro & Negócios

Sábado, 22 de junho de 2024

Notícias | Logística

escoar safra

Logística deficitária já levou empresários de MT a desembolsar R$ 826 mi para escoar safra

A falta de políticas governamentais bem definidas (quando não a inexistência delas), voltadas para resolução dos entraves logísticos fez com que os empresários do agronegócio de Mato Grosso desembolsassem o valor de R$ 826 milhões para o escoamento da safra de grãos 2012/13. Este valor equivale a 85% do total do montante desembolsado pelos agricultores e empresas do Centro-Oeste.

Foto: Íntegra Comunicação Estratégica

Logística deficitária já levou empresários de MT a desembolsar R$ 826 mi para escoar safra

Logística deficitária já levou empresários de MT a desembolsar R$ 826 mi para escoar safra

A falta de políticas governamentais bem definidas (quando não a inexistência delas), voltadas para resolução dos entraves logísticos fez com que os empresários do agronegócio de Mato Grosso desembolsassem o valor de R$ 826 milhões para o escoamento da safra de grãos 2012/13. Este valor equivale a 85% do total do montante desembolsado pelos agricultores e empresas do Centro-Oeste.


Segundo levantamento do Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea), com o montante excedente seria possível asfaltar 500 quilômetros de estradas, valor que deve ser maior ao final de todo o escoamento da safra vigente.

Bienal dos Negócios da Agricultura vai discutir logística, tecnologia e produção agrícola

Cuiabá sediará novamente a Bienal da Agricultura no mês de agosto

O alto custo do frete será um dos destaques da pauta de debates do evento. A Bienal, lançada na manhã desta terça-feira (18), será realizada nos dias 8 e 9 de agosto, de acordo com a assessoria da Bienal dos Negócios da Agricultura Brasil Central

Durante a cerimônia de lançamento do evento, ocorrida na sede da Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Mato Grosso (Famato), se discutiu a atual dimensão do problema logístico enfrentado pelos produtores rurais. Caminhos para superá-lo serão destrinchados pelo Projeto Centro-Oeste Competitivo, cujo estudo será apresentado ao setor durante a Bienal. O diagnostico é fruto do trabalho do Fórum de Entidades do Setor Produtivo do Centro-Oeste.

A programação da Bienal contempla ainda a discussão e análise de outros temas estratégicos para a agricultura, como a mão de obra no campo, a sucessão em negócios familiares e a cobrança de royalties sobre a tecnologia empregada nas lavouras.

Bienal da Agricultura
Na 2ª edição regional, o evento retorna a seu Estado nascedouro, Mato Grosso, maior e consagrado como referência em vanguarda, debate e pulverização de conhecimento no setor agrícola brasileiro. Lançada pela Famato em 2005, a Bienal dos Negócios da Agricultura tinha originalmente projeção estadual, tendo sido realizadas três edições locais. O alcance ganhou novas proporções em 2011, com a adesão das federações parceiras de Mato Grosso do Sul (Famasul), Goiás (Faeg) e Distrito Federal (Fape-DF).

“É uma honra para o agricultor de Mato Grosso ser reconhecido não só pelo seu empreendedorismo e altos resultados na lavoura, mas também pelo debate qualificado de novos paradigmas, tecnologias e desafios do agronegócio no Brasil e no mundo. E a Bienal é o símbolo disso”, declara o presidente da Famato, Rui Prado, à assessoria do evento.
Entre em nossa comunidade do WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Assine nossa conta no YouTube, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet