Olhar Agro & Negócios

Domingo, 24 de outubro de 2021

Notícias / Geral

POSSE E RECOMENDAÇÃO

Ministro da Agricultura empossa novo presidente da Embrapa nesta segunda-feira

A recomendação do ministro Mendes Ribeiro ao novo presidente é para que, em conjunto com seus diretores e funcionários, intensifique as ações necessárias ao fortalecimento da Empresa, inclusive no plano internacional

De Sinop - Alexandre Alves

15 Out 2012 - 08:51

Foto: Assessoria

Maurício Antônio Lopes será empossado hoje na Embrapa

Maurício Antônio Lopes será empossado hoje na Embrapa

O ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Mendes Ribeiro Filho, dá posse ao novo presidente da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), Maurício Antônio Lopes, nesta segunda-feira, 15 de outubro, às 15h, no gabinete do edifício sede do Ministério da Agricultura. A nomeação de Maurício Antônio Lopes foi publicada na última quarta-feira, 10 de outubro, no Diário Oficial da União (DOU).

A recomendação do ministro Mendes Ribeiro ao novo presidente é para que, em conjunto com seus diretores e funcionários, intensifique as ações necessárias ao fortalecimento da Empresa, inclusive no plano internacional, como instituição geradora de tecnologia, assim como no apoio ao desenvolvimento das propriedades e dos produtores rurais brasileiros.

“A orientação do ministro foi clara quanto à atuação internacional da Embrapa, de que devemos intensificá-la”, afirmou Maurício Lopes em entrevista coletiva, destacando ainda que os treinamentos de profissionais da empresa em outros países permitiram que o Brasil mantivesse estreitas relações com pesquisadores no exterior.

De acordo com ele, a cooperação técnica internacional é importante para desenvolver pesquisas voltadas ao aumento da produtividade no campo.

Ainda segundo Maurício, os Laboratórios Virtuais da Embrapa no Exterior (Labex) não sofrerão interferências e os trabalhos desenvolvidos nesses locais continuam sob a orientação da empresa no País. “A Empresa no exterior servirá para dar mais agilidade, mas os Labex seguem com o fluxo normal a partir da gestão no Brasil”.

A necessidade de consolidação do processo de inteligência estratégica – para antecipar problemáticas e resolvê-las de forma planejada – e da continuidade de desenvolvimento dos mais de mil projetos de pesquisa em andamento também foram ressaltados. Outros aspectos serão a busca por inovações para o setor sucroenergético e a análise de espécies que podem ser utilizadas no futuro como fontes alternativas de energia, além do monitoramento por satélite das áreas com atividades agropecuárias para ajudar a compreender melhor a base de recursos naturais brasileiros.

A Embrapa possui um orçamento para 2012 de R$ 2,118 bilhões e conta com um quadro de 9,7 mil funcionários, sendo 2,4 mil pesquisadores. Em 2011, a empresa teve 70 patentes requeridas, 120 cultivares registradas, 472 contratos de transferência de tecnologia e lucro social de R$ 17,9 bilhões.

*Com informações da Embrapa e Ministério da Agricultura

Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet