Olhar Agro & Negócios

Domingo, 19 de maio de 2024

Notícias | Logística

Estradeiro Aprosoja

Rota pelo rio Paraguai é fundamental para melhoria da logística em MT, diz Fávaro

Foto: Reprodução

Rota pelo rio Paraguai é fundamental para melhoria da logística em MT, diz Fávaro
O presidente da Aprosoja, Carlos Fávaro, reforçou a importância do rio Paraguai como rota de escolamento para melhorar a logística de transporte de Mato Grosso. A fala de Fávaro, feita durante a saída de Cuiabá do Estradeiro Aprosoja – Expedição Santo Antônio das Lendas, realizada nesta quarta-feira (01) aponta para o Rio Paraguai como mais um caminho pelo qual se pode escoar a safra do estado. "Queremos dar visibilidade a ele. A hidrovia já existe e está há poucos quilômetros da capital. É algo extraordinário para Mato Grosso”, destacou.


Estradeiro Aprosoja percorre principais rotas de escoamento de MT

O Estradeiro, formado por uma caravana de mais de 70 produtores, vai percorrer duas rotas até o rio Paraguai, em Cáceres, a partir desta quinta (02). Segundo a assessoria da Aprosoja, a saída acontece em Diamantino, onde na quinta pela manhã será realizado o Simpósio do Movimento Pró-Logística. A intenção é apresentar aos produtores rurais da região, autoridades e demais interessados como é a logística da região e a importância desta rota. “Na região de Diamantino temos o pior preço da soja do mundo”, disse o diretor da Aprosoja, Roger Augusto Rodrigues.

O diretor explica que é muito caro mandar o produtor para o Sul (portos de Paranaguá e Santos) e, escoando para Santarém, os preços oscilam bastante. “A Ferrovia de Integração do Centro-Oeste (FICO), em Lucas do Rio Verde, será uma boa solução, mas não se compara a uma hidrovia que temos a cerca de 300 quilômetros daqui. É a melhor logística”, afirmou.

Programação

O objetivo da caravana é chegar na Fazenda Santo Antônio das Lendas nesta sexta-feira (03). No local será construído o Terminal Fluvial de Santo Antônio das Lendas, que poderá desafogar a logística mato-grossense. A comitiva da Aprosoja se encontrará com autoridades e representantes de empresas que têm interesse em investir na região. A intenção é a implantação de uma Zona de Processamento de Exportação (ZPE) para que as indústrias tenham isenções que as façam trabalhar com preços bastante competitivos e, por consequência, gerem empregos e renda para a região.

O preço do produtor, segundo Reck Junior, vai melhorar consideravelmente, pois serão apenas 300 quilômetros rodando por rodovias e, depois, as cargas serão levadas por hidrovia, que tem um custo bem menor. A melhoria ambiental, promovida pela diminuição da emissão de gases poluentes dos caminhões, e o aumento da segurança no tráfego nas rodovias também foi apontado como resultado do uso da rota do rio Paraguai.
Entre em nossa comunidade do WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Assine nossa conta no YouTube, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet