Olhar Agro & Negócios

Terça-feira, 28 de setembro de 2021

Notícias / Geral

bom para MT

Crivela garante estruturação do Parque Aqüícola do Manso

Da Editoria - Marcos Coutinho

19 Set 2012 - 17:54

Foto: Reprodução

Crivela garante estruturação do Parque Aqüícola do Manso
A estruturação do Parque Aqüícola do Lago do Manso, nos municípios de Chapada dos Guimarães e Nova Brasilândia, localizado aproximadamente a 86 quilômetros de Cuiabá, pode ser encampada pela União, segundo garantiu o ministro da Pesca da Aqüicultura, Marcelo Crivela, ao governador Silval Barbosa (PMDB) e ao deputado federal Wellington Fagundes (PR),

"Agendei esta audiência e convidei o governador a participar para que juntos pudéssemos levar ao ministro a necessidade de se investir neste projeto, que promete gerar emprego e renda para milhares de famílias matogrossenses", justificou Fagundes e, discurso feito há pouco da trubuna da Câmara dos Deputados.

O Parque Aquícola do Lago do Manso é um empreendimento que vem sendo discutido há algum tempo por autoridades federais e estaduais e, na avaliação do parlamentar federal, "o momento ´fulcral para tirá-lo do papel no sentido de promover um aumento significativo na produção de pescado em Mato Grosso".

O volume de peixe produzido e comercializado hoje no estado ainda é insuficiente diante da crescente demanda. E Mato Grosso, destaca, tem um excelente potencial produtivo que ainda não é explorado. "Por isso, vejo Manso como uma excelente solução para mudar essa realidade', sustenta.

Crivella garantiu a demarcação de 1% de toda área inundada do lago, conforme determina legislação federal, fato que significa lotear cerca de 300 hectares de água. "O objetivo é incentivar a aquicultura local, já que Mato Grosso tem potencial para se transformar no maior produtor de pescado do país. Para isso, no entanto, é preciso investimentos", acrescenta Fagundes.

A intenção do governo é destinar a área reservada à piscicultura para atender pequenos produtores e ribeirinhos, que não terão custo para adquirir as lâminas d’água. Numa segunda etapa do programa, empresários que tiverem interesse em investir no local participaram de licitação onerosa.

Segundo o parlamentar, a União deve lançar nos próximos dias o Plano Safra 2013 e o ministro assegurou que o governo deve priorizar os pequenos produtores e incentivar o desenvolvimento aquícola em todo o país. "Manso esta também será beneficiado", prevê Fagundes, segundo o qual a expectativa é que sejam produzdos cerca 100 mil quilos de peixe anualmente por hectare. "Se utilizado dos a área reservada a piscicultura, ou seja os 300 hectares, nossa produção poderá bater recordes nacionais", salienta.

A exemplo do que se observa em outras regiões produtoras do Estado, poderão ser criados peixes como pacus, tambatinga e pintado. Os ventos são muito favoráveis para que Mato Grosso alcance uma grande produção de peixe, como já ocorre com a soja e a carne bovina.

Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet