Olhar Agro & Negócios

Terça-feira, 23 de julho de 2024

Notícias | Pecuária

RELAÇÃO DE TROCA É FAVORÁVEL

Valor de venda dos bezerros apresenta redução de 28,99% em Mato Grosso

Foto: Marcos Borges Filho

Valor de venda dos bezerros apresenta redução de 28,99% em Mato Grosso
Um levantamento do Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (IMEA) apresentou uma desvalorização de 28,99% em um comparativo entre o mês de maio deste ano e 2021 para a reposição de bezerros de 12 meses. Os dados apontam que a queda se deve principalmente pelo excesso de animais no mercado em função da intensa retenção de matrizes. Com a desvalorização do animal, a relação de troca com o boi gordo segue favorável.

Leia também

Parceria entre Governo de MT e Amaggi levará empreendedorismo e inovação aos agricultores familiares


Em maio de 2021, o bezerro tinha o custo médio de R$ 3 mil e neste ano, o valor caiu para R$ 2,253,07.

Do mesmo modo, a arroba do boi gordo, que também esteve sob a pressão da entrada de fêmeas na linha de abate em 2023, apresentou retração de 22,65% no mesmo comparativo. 

Nesse sentido, mediante a maior desvalorização dos bezerros frente ao boi gordo, a relação de troca entre essas categorias avançou 8,98% em maio deste ano em comparativo com o mesmo período de 2021.

Ou seja, teoricamente, seria necessário menos arrobas de boi gordo para comprar um bezerro. Os dados foram disponilibizados no boletim semanal da bovinocultura de corte.

Pior maio da história

Ainda conforme o boletim, os dias mais curtos e a menor luminosidade reduzem o vigor das pastagens e a capacidade de suporte das fazendas. Com isso, aumentou-se a disponibilidade de animais terminados no mercado e na linha de abate das indústrias, refletindo no alongamento da escala de abate em MT, que fechou mai.23 com a média de 9,74 dias sendo assim o maior resultado da série histórica do Imea para o período.

Esse cenário contribuiu com a pressão baixista sobre os preços e refletiu na maior queda mensal para o mês de maio na cotação do boi gordo, cuja retração foi de 7,17% comparado ao mês de abril deste ano e passou de R$ 246,05 para R$ 228,41 o valor da arroba. 

No mesmo período de 2021 (pico da fase de alta do ciclo pecuário), a escala de abate foi de 5,05 dias e o boi gordo era cotado a R$ 295,29 a arroba. Essa conjuntura tende a se manter no curto prazo devido à maior oferta de bovinos no início da entressafra.

Conforme os dados atualizados do Imea, neste mês de junho a arroba está custando 206,33. (Com Assessoria)
Entre em nossa comunidade do WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Assine nossa conta no YouTube, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet