Olhar Agro & Negócios

Quarta-feira, 17 de abril de 2024

Notícias | Pecuária

Pecuária tecnológica

UFMT e IFMT estudam desenvolver aplicativo de pesagem de bovinos apenas com uso de foto

Foto: Assessoria

UFMT e IFMT estudam desenvolver aplicativo de pesagem de bovinos apenas com uso de foto
A Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), juntamente com o Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Mato Grosso (IFMT), estudam desenvolver aplicativo para pesagem de bovinos apenas por imagem. A ferramenta permitirá ajustar a alimentação e níveis de medicamentos a serem administrados aos animais, tudo isso a partir de uma foto.

Leia também:
Aprosoja e Instituto Ação Verde lançam plataforma para facilitar comercialização de ativos ambientais


A proposta é apoiar os produtores que não possuem balança em suas propriedades. Com o título “Desenvolvimento de ferramenta para a predição de peso corporal e características de carcaça de bovinos de corte pelo uso de medidas morfométricas e visão computacional", a pesquisa é uma das apoiadas pelo edital Programa de Apoio à Fixação de Jovens Doutores no Brasil, da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Mato Grosso (FAPEMAT) e do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq). 
 
O estudo está sendo coordenado pelo professor da UFMT, Joanis Tilemahos Zervoudakis, o pesquisador convidado do IFMT, Câmpus de São Vicente, Geovanne Ferreira Rebouças. A ideia será desenvolvida por equipe multidisciplinar e contribui para a chamada "pecuária 4.0”, que objetiva agregar inovação tecnológica para a área.

Segundo Rebouças, além do aplicativo, a pesquisa também propõe estudos sobre a predição de características de carcaça e estimação de parâmetros genéticos de mensurações morfométricas em bovinos Nelore, prevendo área de olho de lombo, espessura de gordura subcutânea, espessura de gordura na garupa ou na picanha e acabamento.

“Desde o mestrado pesquiso a avaliação morfométrica de bovinos de corte, que considera as formas do animal por metragens e cálculos matemáticos, porém adaptadas e redirecionadas para linha de uso de Zootecnia de precisão e Inteligência Artificial. Dessa vez iremos estudar o desenvolvimento de aplicativo para pesagem de bovinos por imagem através de um aplicativo de celular e com a câmera do próprio aplicativo”, explica.
Ainda de acordo com o pesquisador da IFMT, a proposta é incorporar novas medidas pós-abate, podendo melhorar o modelo.

Proposta inédita para a agropecuária

Geovanne explica que no Brasil já existe modelo que prediz peso por imagem, mas que é voltado para sistemas coletivos e em confinamento. “Esses modelos não estão disponíveis para um produtor comum, apenas com seu celular. Existe um aplicativo desenvolvido na Bélgica, mas não está disponível no Brasil, e ainda assim precisa acoplar uma câmera 3D no celular para funcionar. Nossa ideia é desenvolver um aplicativo que consiga pesar apenas com a câmera bidimensional convencional dos celulares que temos no mercado”, esclarece.

Para Rebouças existe ainda outros benefícios como a melhoria dos meios de obter animais geneticamente superiores, além de servir de base aos produtores em suas propriedades para tomadas de decisão.

O coordenador do projeto de pesquisa, Joanis Tilemahos Zervoudakis, aponta a relevância do apoio institucional para essa ação. “Essa parceria une UFMT, IFMT e equipe multidisciplinar. O contexto se insere na aplicação dessa tecnologia que estamos propondo diretamente na ponta, na cadeia produtiva. Há de se considerar que Mato Grosso tem o maior rebanho de bovinos do Brasil, cerca de 31 milhões de cabeças. Sendo assim, a proposta ajuda o pecuarista em estratégias de manejo nutricional para consequentemente ter carne de melhor qualidade”, ressalta.

Atuam na equipe multidisciplinar a professora da Universidade Federal de Goiás (UFG), Adriana Santana do Carmo e a professora da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS), Marina Bonin.  O projeto terá duração de 24 meses de experimento, com previsão de coleta de informações em propriedades de bovinos de corte. As atividades  tem previsão de início a partir de abril deste ano.
Entre em nossa comunidade do WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Assine nossa conta no YouTube, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet