Olhar Agro & Negócios

Quarta-feira, 12 de junho de 2024

Notícias | Pecuária

MAIS ACORDOS

China habilita novas plantas frigoríficas e libera exportação de abatedouro de Guarantã do Norte

Foto: Reprodução

China habilita novas plantas frigoríficas e libera exportação de abatedouro de Guarantã do Norte
No início da tarde desta quinta-feira (23), o Ministério da Agricultura e Pecuária anunciou que a Administração Geral de Alfândegas da China (GACC) habilitou quatro novas plantas frigoríficas do Brasil, que poderão passar a exportar para o país asiático. Além disso, o GACC liberou a exportação do abatedouro bovino Redentor, localizado em Guarantã do Norte (715 km de Cuiabá), que estava embargado desde julho do ano passado.


Leia mais:
Fávaro anuncia suspensão do embargo à carne bovina brasileira após caso da 'Vaca Louca'

As pendências resolvidas integram as ações do Mapa durante missão na China. Mais cedo, o Ministério já havia anunciado que o governo chinês decidiu levantar o embargo à carne bovina brasileira.

As importações do Brasil estavam suspensas desde fevereiro, após a confirmação de um caso isolado e atípico de Encefalopatia Espongiforme Bovina (mal da “vaca louca”), identificado em uma pequena propriedade no município de Marabá (PA).

Segundo anúncio do ministro da Agricultura e Pecuária, Carlos Fávaro, as novas plantas frigorificas habilitadas são de Rondônia, uma do Espírito Santo e uma do Pará. E, além do abatedouro mato-grossense, a China também retirou a suspensão do GACC sobre um frigorífico de frango no Rio Grande do Sul.

Segundo o ministro, outras empresas estão com pequenas pendências junto à GACC, que devem ser resolvidas ainda durante a viagem. “É um conjunto de ações que beneficia a agropecuária brasileira, gera empregos e oportunidades a todos os brasileiros”, comemorou Fávaro.
Entre em nossa comunidade do WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Assine nossa conta no YouTube, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet