Olhar Agro & Negócios

Terça-feira, 16 de abril de 2024

Notícias | Geral

EM UMA SEMANA

Governo aplica R$ 3,5 milhões em multas por desmatamento em áreas já embargadas

Foto: Sema-MT

Maquinário apreendido pela DUD Confresa

Maquinário apreendido pela DUD Confresa

Na primeira semana da Operação Amazônia, deflagrada pelo Governo de Mato Grosso, R$ 3,5 milhões em multas por desmate ilegal foram aplicadas pela Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema-MT) na região de Confresa. Conforme o Estado, a maioria das multas aplicadas é por reincidência em desmate de áreas já embargadas.

Leia mais:
Secretária afirma que prescrições do CAR aconteceram em gestões anteriores e resposta de solicitação atual é de 90 dias

Em 10 fiscalizações de combate, a operação apreendeu até o momento duas máquinas pás-carregadeiras, um trator de pneu, dois tratores esteira e um caminhão prancha.

Conforme o diretor da Regional, Edivaldo Soares Silva, as equipes foram a campo após a identificação do desmate ilegal por imagens de satélite de alta resolução. Entre as infrações encontradas durante a fiscalização, estão o desmate ilegal de área de reserva legal, desmate mediante uso do fogo, áreas que estão fora da reserva mas sem autorização do órgão ambiental.

A maioria das multas aplicadas, que corresponde a cerca de R$ 2,5 milhões, é por reincidência e descumprimento de embargo já aplicado anteriormente, identificados entre os dias 6 e 17 de fevereiro. Das 10 áreas fiscalizadas, sete foram embargadas, ou seja, estão proibidas de continuar a exercer a atividade produtiva até a regularização ambiental, que ocorre por meio do pagamento da multa e regeneração da área desmatada ilegalmente.

A regional de Confresa tem a atribuição de fiscalizar e licenciar empreendimentos em 13 municípios do nordeste de Mato Grosso: Confresa, Alto Boa Vista, Bom Jesus do Araguaia, Canabrava do Norte, Luciara, Novo Santo Antônio, Porto Alegre do Norte, Santa Cruz do Xingú, Santa Terezinha, São Félix do Araguaia, São José do Xingú, Serra Nova Dourada e Vila Rica.

O Governo de Mato Grosso realiza a Operação Amazônia contra crimes ambientais, que colocou 200 servidores em campo e equipes de monitoramento remoto para promover a responsabilização de infratores. Em caso de desmatamento ilegal, as áreas serão embargadas, serão aplicadas multas, e maquinários serão apreendidos.

Com informações da assessoria
Entre em nossa comunidade do WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Assine nossa conta no YouTube, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet