Olhar Agro & Negócios

Segunda-feira, 26 de fevereiro de 2024

Notícias | Liderança e Carreira

LIDERANÇA E CARREIRA

Liderando uma empresa familiar

Foto: Arquivo pessoal

Liderando uma empresa familiar
Uma figura marcante da minha infância foi a de Adalberto Sant’Anna, meu avô materno. Se fosse hoje talvez fosse diagnosticado com déficit de atenção pois não parava quieto. Escrevia artigos para revistas de seu interesse, gerenciava pelo menos duas empresas, era voluntário no Rotary da cidade, construía esculturas com peças de ferro descartadas, não perdia os bailes da cidade.
 
A casa do Vô Sant’Anna ficava estrategicamente localizada na mesma quadra onde em poucos passos podíamos chegar à descascadora de arroz, um de seus negócios. As verdadeiras montanhas de palha de arroz resultantes do trabalho das máquinas eram a alegria dos netos em férias. Nada melhor do que mergulhar do alto para dentro da montanha de palha, e depois sair com coceira pelo resto da tarde. Numa das esquinas da mesma quadra ficava a outra empresa, a Casa Estrela, vendendo desde feijão até requintados sapatos femininos que minhas irmãs, primas e eu passávamos horas experimentando.
 
Imagine o quanto aprende uma criança enquanto brinca no mesmo espaço em que sua família empreende.
 
Mas o Vô ia mais longe. Ele gostava de ensinar e encorajava as filhas (minha mãe e tia) a terem seu próprio negócio. Dos três netos que cresceram ao lado dele, ajudando na loja em seu tempo livre, dois são comerciantes. No meu caso, o empreendedorismo continuou a ser parte da vida da minha família através da minha mãe, que por vários anos manteve uma escola de inglês integrada ao apartamento onde morávamos, e depois da minha própria empresa familiar. O que eu aprendi com meu avô e com minha mãe, me preparou para a vida de formas que talvez nem eles tivessem imaginado.
 
Se você lidera uma empresa familiar, ensine os seus familiares mais próximos a empreender. Mesmo que eles um dia optem por outra forma de ganhar a vida, esse aprendizado vai lhes fortalecer como líderes em qualquer situação.
 
Quando casa e trabalho coexistem.
 
A proximidade da casa à loja permitia que Dona Adelaide, minha avó, supervisionasse o atendimento aos fregueses e o dia a dia da família. Família e trabalho fluíam harmoniosamente no mesmo espaço. Lá pelo meio-dia eu ouvia o som peculiar das portas da loja sendo fechadas e a família se reunia para o almoço em casa, seguido de uma breve sesta. Hora de silêncio. Até cachorro era proibido de latir.
 
De vez em quando o Vô Sant’Anna saía da loja por volta das três da tarde, o calor em seu ponto mais alto do dia, e reunia os netos na frente da casa. Parava o primeiro carrinho de picolé que passasse pela rua, e mandava despejar o conteúdo inteiro do carrinho em uma bacia. A criançada se distribuía em volta da bacia, saboreando o picolé de groselha mais gostoso que existia no mundo.
 
Posso dizer que, ainda nos idos dos anos 60, meus avós já “trabalhavam de casa”. E faziam-no com maestria. Tiravam vantagem da proximidade e da flexibilidade que tinham para passar tempo com a família. Mas também mantinham uma rotina em que trabalho tinha hora para começar e terminar. Quando as portas da Casa Estrela se fechavam ao final do dia, ninguém mais falava de trabalho. Era hora de jantar, visitar parentes, receber visitas, ir a festas.
 
O nosso querido Vô Sant’Anna faleceu muito jovem. Sofreu um aneurisma cerebral quando tinha apenas 66 anos. Mas a sua presença, a sua influência e os seus ensinamentos valeram por mais de 100.
 
As múltiplas formas da empresa familiar.
 
Segundo o ChatGPT e o Dicionário de Cambridge, uma empresa familiar é uma empresa de propriedade de membros de uma única família, que também gerenciam essa empresa. Empresas familiares geralmente passam de geração para geração e membros da família tipicamente ocupam cargos de liderança dentro da organização.
 
Esta definição é um bom começo, mas não comporta a complexidade e a riqueza do fenômeno da empresa familiar. Por exemplo, nem sempre a empresa familiar sobrevive o seu fundador. Existem muitas formas de ser empresa familiar. Elas variam em tamanho, modelos de negócio, áreas de atuação, longevidade, nível e forma de envolvimento da família.
 
Então, como liderar uma empresa familiar com sucesso?
 
Gosto da abordagem da Mariana Moura, em seu livro Supergovernança: Um olhar ampliado sobre os desafios das empresas familiares. Mariana, cujos avós fundaram a Baterias Moura, diz, em sua Introdução, que “(...) não existe uma solução mágica para todos os problemas. Muitas vezes, é preciso um olhar mais profundo sobre a realidade específica de cada empresa e de cada indivíduo.”
 
De acordo. O que você pode fazer é experimentar, observar e ajustar princípios e soluções à realidade da sua empresa, sua família e sua própria personalidade, à economia e às leis que regem a sua empresa, procurando valorizar os aspectos da empresa familiar que são vantajosos, e prevenir os problemas típicos de empresas gerenciadas pela mesma família. Vamos falar um pouco sobre isso.
 
1 – Valorizando as vantagens de uma empresa familiar.
 

Motivação. Quando criamos uma empresa ou crescemos dentro dela, desenvolvemos um carinho especial por ela, conhecemos sua história, cultura, e das pessoas que a integram. Nem todos os membros de uma família vão ter interesse pela empresa. Alguns querem trilhar o seu próprio caminho. Preste atenção naqueles que cedo demonstram orgulho e curiosidade pelo empreendimento. Invista em seu aprendizado e ofereça-lhe amplas oportunidades para ganhar experiência. Some competência à motivação para aumentar as suas chances de contribuir para o sucesso da empresa.
 
Flexibilidade. É comum a empresa familiar ser menos burocrática. Utilize essa característica para fazer mudanças e adaptações estratégicas, que mantenham a relevância da empresa ao seu mercado e possibilitem a sua expansão.
 
Comunidade. Quando uma família trabalha bem lado a lado em uma empresa, a cultura da empresa toma a forma de uma grande família, à qual todos os funcionários pertencem. Cultive esse ambiente acolhedor certificando-se de que todos os funcionários tenham oportunidades para aprender, crescer, e elevar a empresa. Não somente os membros da família. Dê voz a todos, aprecie e incentive a competência e o bom trabalho de todos.
 
2 – Navegando as armadilhas da empresa familiar.

 
Favoritismo e tolerância com desempenho fraco de familiares. Quando um familiar ocupa um cargo na empresa, deve atender as mesmas expectativas de desempenho dos outros funcionários. Um familiar que não faz bem o seu trabalho é um péssimo exemplo, e faz com que os funcionários percam a confiança na sua capacidade de liderar. Não aponte familiares para cargos na empresa. Exija que eles se candidatem – se estiverem qualificados – e passem pelo mesmo processo de seleção aplicado a outros candidatos à mesma vaga. Desenvolva um programa de estágios e treinamentos de liderança dos quais membros mais jovens da família possam participar, ao lado de outros participantes não ligados à família. Não limite o seu banco de sucessores somente a membros da família.
 
Conflitos de interesse.
Institua regras para evitar que os interesses da empresa e da família entrem em conflito. Por exemplo, faz sentido evitar que gerentes tenham como subordinados membros da sua família mais próxima. Estabeleça responsabilidades claras para todas as pessoas, juntamente com os controles administrativos característicos de empresas bem gerenciadas.
 
Pensamento insular. Uma família compartilha muitos valores, crenças e expectativas. Isto às vezes limita a criatividade de uma empresa familiar. Num mundo em que as transformações estão acontecendo com cada vez mais frequência e maior impacto, pensar de maneiras novas é fundamental para a continuidade do empreendimento. Busque perspectivas além daquelas mais “familiares” através da leitura, cursos e consultorias.
 
Sucesso!
 
Semana que vem: O erro mais comum na liderança de empresas familiares e como evitá-lo. Até já.

Beatriz Coningham é doutora em Desenvolvimento de Recursos Humanos pela George Washington University em Washington, D.C., e presidente da empresa de consultoria HabilisGlobal.
 
Entre em nossa comunidade do WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Assine nossa conta no YouTube, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet