Olhar Agro & Negócios

Quinta-feira, 11 de agosto de 2022

Notícias | Agronegócio

PÚBLICO DE 7 MIL

Encerramento do Circuito Aprosoja reúne autoridades políticas em palestra com Caio Coppolla

Foto: Foto: Reprodução

Encerramento do Circuito Aprosoja reúne autoridades políticas em palestra com Caio Coppolla
O 16º Circuito Aprosoja se encerrou na noite desta segunda-feira (06), em Cuiabá, com a participação de diversas autoridades públicas, como o governador Mato Grosso Mauro Mendes (UNIÃO). Neste ano, o evento atingiu recorde de público com cerca de 8 mil participantes, após percorrer 28 municípios do interior, nas quatro regiões mato-grossenses (norte, leste, oeste e sul), e a Capital, somando mais de 7 mil km rodados.

Leia mais:
Aprosoja-MT recebe Selo Carbono Neutro do Governo MT por ações de sustentabilidade

Além de ouvir as demandas do produtor, a palestra com o comentarista político, Caio Coppolla, teve a proposta de gerar debates nas áreas política, econômica e jurídica com produtores e a sociedade em geral. 
 
Para o presidente da Associação dos Produtores de Soja e Milho de Mato Grosso (Aprosoja-MT), Fernando Cadore, o principal desafio do setor produtivo é estabelecer uma comunicação mais próxima e efetiva com a sociedade, levando a realidade do campo para as populações urbanas.
 
"Infelizmente nós, produtores, ainda somos alvo de críticas que nos colocam como vilões, mas que surgem a partir de informações que são baseadas em inverdades. São narrativas que depreciam o que Mato Grosso e o Brasil têm de melhor, quando na verdade somos exemplo para o mundo na produção sustentável. E quem paga a conta é o cidadão, porque quando o produtor vai mal, a sociedade vai mal", destacou Cadore. 
 
O governador Mauro Mendes explicou que, após três anos e cinco meses de gestão, a realidade do estado é outra e o Governo deve fechar o ano de 2022 com mais de 15% da receita corrente líquida destinada a investimentos, o que coloca Mato Grosso em um patamar de destaque nacional. Esse volume, segundo ele, significa a concretização de obras que eram aguardadas pela população há mais de 20 anos, sobretudo na infraestrutura. 
 
"Nós sabemos que o agro vai continuar crescendo para fazer frente à demanda mundial por, mas para isso, precisa de base, de segurança, o que exige investimentos robustos do Estado. Quero assegurar aos senhores que nunca, em 22 anos da criação do Fethab, tivemos tantos investimentos nas obras de infraestrutura, com a aplicação não de 100%, mas de 110% do fundo em ações e obras", frisou o governador.
 
O senador Wellington Fagundes (PL) reforçou que é parceiro do setor do agronegócio e que vem atuando em diversas agendas em Brasília junto ao governo federal para melhorar a malha viária estadual e também garantir o início das obras da ferrovia.
 
"Precisamos unir esforços para avançar cada vez mais, garantir melhores condições para a expansão da produção, o que envolve temas que passam por logística, legislação ambiental e maior aporte de investimentos", pontuou Fagundes.
 
Após percorrer dezenas de municípios mato-grossenses pela Aprosoja-MT, em uma experiência que descreveu como "única", o palestrante Caio Coppolla descobriu uma realidade muito diferente daquela que é difundida nos grandes centros sobre o setor produtivo.
 
"Eu vivi na prática tudo que vocês realizam no cotidiano e hoje tenho o compromisso de levar essa verdade para os grandes centros, para a população brasileira, que desconhecem tudo isso e o que os senhores fazem é algo incrível", elogiou o palestrante. 
Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet