Olhar Agro & Negócios

Quarta-feira, 18 de maio de 2022

Notícias | Agricultura Familiar

50 FAMÍLIAS BENEFICIADAS

Secretário agradece Geller por empenho na retomada de programa de crédito fundiário destinado a agricultores familiares

Foto: Rogério Florentino - Olhar Direto

Secretário agradece Geller por empenho na retomada de programa de crédito fundiário destinado a agricultores familiares
O Terra Brasil, Programa Nacional de Crédito Fundiário que oferece condições para que pequenos agricultoresa tenham acesso facilitado à compra de imóvel rural por meio de um financiamento de crédito rural está na fase final para liberação de crédito ao município de Lucas do Rio Verde. 

Leia mais: 
Aprovado na Câmara, ‘Marco Legal das Ferrovias’ autoriza setor privado a explorar por autorização ao invés de concessão

Conforme comunicado pela Prefeitura de Lucas, representantes da Secretaria de Estado de Agricultura (SEAF-MT) estiveram no município para tratar da liberação do crédito fundiário para agricultores familiares. Considerado um projeto-piloto, o trabalho de tramitação para liberação do crédito envolveu Prefeitura de Lucas do Rio Verde, do Sindicato dos Trabalhadores Rurais, da Federação dos Trabalhadores da Agricultura, a Empaer e os empenhos na Câmara Federal do deputado Neri Geller.

“Lucas do Rio Verde mais uma vez sai na frente com esse projeto que marcará a retomada do crédito fundiário em Mato Grosso. Temos que agradecer ao deputado Neri Geller pelo empenho e por mais esse benefício, ressaltando que é notória a preocupação dele objetivando destinar investimentos para o estado e, principalmente, para Lucas do Rio Verde, município que ele tem mantido um comprometimento com a gestão, sempre atendendo a nossa cidade”, declarou o secretário municipal de Agricultura e Meio Ambiente, Kairo Oliveira.

Com três linhas de crédito, o programa visa atender diferentes públicos da agricultura familiar. A linha que o trabalhador poderá acessar depende de perfis de renda e patrimônio. No caso do projeto-piloto em Lucas, Os terrenos serão usados pelas famílias que desejam ter uma pequena propriedade produzindo, auxiliando no fornecimento e produção de alimentos na cidade.

De acordo com comunicado da prefeitura, o levantamento socioeconômico das 50 famílias foi realizado no ano passado, assim como a vistoria técnica e elaboração do laudo agronômico referente a área da Fazenda Fênix II, financiada para a implantação do projeto.
Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet