Olhar Agro & Negócios

Sexta-feira, 22 de outubro de 2021

Notícias / Geral

VALOR ALTO

Preço da Gasolina chega a R$ 6,23 em Cuiabá e aumento no Diesel já é percebido pelo consumidor

Da Redação - Vinicius Mendes

06 Out 2021 - 10:11

Foto: Rogério Florentino/Olhar Direto

Preço da Gasolina chega a R$ 6,23 em Cuiabá e aumento no Diesel já é percebido pelo consumidor
Na semana passada a Petrobrás anunciou um reajuste de 8,9% no preço do diesel para as distribuidoras. O aumento já está sendo repassado aos consumidores nos postos de combustível. O preço mais caro do combustível encontrado na capital chega a R$ 5,34. O preço da gasolina também tem variado na capital, sendo o mais barato de R$ 5,89 e o mais caro de R$ 6,23.
 
Leia mais:
Petrobrás anuncia reajuste de 8,9% no preço do diesel após 85 dias
 
A alta no preço dos combustíveis já é constante há alguns meses. No último mês de agosto, por exemplo, era possível encontrar gasolina comum por R$ 5,77 em Cuiabá. De acordo com dados do Sistema de Levantamento de Preços (SLP) da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (anp) o valor mais alto encontrado para gasolina comum é de R$ 6,23, no Posto BR da Avenida Historiador Rubens de Mendonça, no CPA I.
 
O valor mais baixo encontrado na capital é de R$ 5,89, oferecido em um posto na Avenida Senador Metello, no Bairro Centro-Sul. O preço médio na última semana foi de R$ 6,08. Em Várzea Grande o preço médio no mesmo período foi de R$ 5,98, em Rondonópolis foi de R$ 6,11 e em Sinop foi de R$ 6,02.
 
Com relação ao preço do diesel, em agosto o combustível podia ser encontrado em Cuiabá por R$ 4,67. Na semana passada a Petrobras anunciou o reajuste de 8,9% no preço do diesel para as distribuidoras, a valer a partir do dia 29 de setembro. Hoje o preço mais alto encontrado na capital é de R$ 5,34, oferecido em um Posto BR no Bairro Carumbé, e o preço mais baixo é de R$ 4,85. O preço médio encontrado na última semana foi de R$ 5,07 em Cuiabá, R$ 5,08 em Várzea Grande, R$ 5,18 em Rondonópolis e R$ 5,17 em Sinop.
 
O governador Mauro Mendes anunciou na semana passada um projeto que prevê redução da alíquota do ICMS sobre vários itens, entre eles os combustíveis. Para o diesel a proposta é de redução da alíquota de 17% para 16%, e para gasolina é de redução de 25% para 23%. Com isso o Governo deixa de arrecadar R$ 200 milhões do bolso dos caminhoneiros, com o diesel, e R$ 69 milhões do bolso dos demais motoristas, com a gasolina.
Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet