Olhar Agro & Negócios

Segunda-feira, 18 de outubro de 2021

Notícias / Agronegócio

​PAM 2020

Vinte municípios de MT estão entre os 50 com maior valor de produção agrícola no país; um está no topo

Da Redação - Vinicius Mendes

23 Set 2021 - 15:48

Foto: Reprodução/Ilustração

Vinte municípios de MT estão entre os 50 com maior valor de produção agrícola no país; um está no topo
Os dados divulgados nesta quarta-feira (22) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas (IBGE), sobre a Produção Agrícola Municipal (PAM) de 2020, apontaram que Mato Grosso concentra 20 dos 50 municípios com os maiores valores de produção agrícola do país. A Bahia e Mato Grosso do Sul, com seis municípios cada, figuraram na sequência. Em 2020, os 50 municípios com os maiores valores da produção agrícola geraram R$ 106,9 bilhões, ou 22,7% do total do país.
 
Leia mais:
Prefeitura lança edital de processo seletivo com 33 vagas e salários de até R$ 3,5 mil
 
O município com o maior valor da produção agrícola foi Sorriso: R$ 5,3 bilhões, ou 1,1% do total nacional, com alta de 35,5% ante 2019. O município de Mato Grosso gerou R$ 1,9 bilhão com a produção de milho, 58,3% a mais que em 2019, R$ 2,8 bilhões com a produção de soja (29,1% a mais) e R$ 454,1 milhões na produção de algodão herbáceo (em caroço).
 
Na terceira posição no ranking de valor da produção agrícola ficou Sapezal, totalizando R$ 4,3 bilhões, com alta de 26,7% no ano. As principais culturais locais são: algodão, soja, milho e feijão. O algodão herbáceo totalizou 990,2 mil toneladas, com alta de 10,7%, gerando um valor da produção recorde de R$ 2,3 bilhões. Já a produção de soja cresceu 8,0%, chegando a 1,3 milhão de toneladas e colocando o município na nona posição nacional em valor da produção desta leguminosa (R$ 1,5 bilhão).
 

 
O recorde de R$ 470,5 bilhões do valor da produção da safra 2020 foi influenciado pela elevada demanda do mercado internacional e pelo câmbio favorável às exportações, colaborando para que houvesse ampliação das áreas plantadas de soja, milho e algodão, mandioca e feijão, bem como maiores investimentos nos cultivos agrícolas.
 
As 10 culturas com maior valor bruto de produção concentraram 85,7% do valor total gerado pela atividade agrícola. Em 2020, o valor gerado pela soja cresceu 35,0%, totalizando R$ 169,1 bilhões, mantendo a liderança no ranking.

O milho, pela primeira vez desde 2008, passou para a segunda colocação, à frente da cana-de-açúcar. E o arroz, em decorrência da alta de preços, saltou para a sexta posição do ranking em valor de produção. Já o feijão subiu para o oitavo lugar, à frente da banana. O café é o quarto produto em valor de produção.
 

 
O Mato Grosso foi o maior produtor de cereais, leguminosas e oleaginosas do país, seguido por Paraná, Goiás e Rio Grande do Sul. O estado seguiu em primeiro lugar na produção de milho, com 33,7 milhões de toneladas, quase totalidade colhida durante a 2ª safra, e valor da produção de R$ 19,1 bilhões (alta de 61,6%).
 
Já o Paraná figurou em segundo lugar, com 15,8 milhões de toneladas e valor da produção de R$ 12,6 bilhões (alta de 55,8%). Goiás, na terceira posição, produziu 11,8 milhões de toneladas com valor de R$ 7,6 bilhões (alta de 34,1%). Sorriso foi líder dessa cultura no País, com 3,2 milhões de toneladas, seguido por Rio Verde (GO), com 2,2 milhões de toneladas, e Nova Ubiratã (MT), 2,1 milhões de toneladas.
 
Com 89,0% da área plantada, Mato Grosso e Bahia lideram a produção de algodão, com valores de produção de R$ 12,8 bilhões (alta de 23,1%) e R$ 4,4 bilhões (alta de 16,3%), respectivamente.
Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet