Olhar Agro & Negócios

Quinta-feira, 02 de dezembro de 2021

Notícias / Agronegócio

exportação suspensa

Casos de ‘vaca louca’ são isolados e não representam risco, conclui OIE

Da Redação - Isabela Mercuri

06 Set 2021 - 15:42

Foto: Juliana Amorim/Unsplash/Divulgação

Casos de ‘vaca louca’ são isolados e não representam risco, conclui OIE
Apesar de dois casos de Encefalopatia Espongiforme Bovina (EEB), a popular “vaca louca” terem sido confirmados em frigoríficos de Minas Gerais e de Mato Grosso, a World Organization for Animal Health (OIE) concluiu que os casos não representam risco para a cadeia de produção bovina do país.

Leia também:
Exportação de carne para China é suspensa após confirmação de casos da vaca louca

O documento apresenta que os casos estão resolvidos e não há mais relatórios de acompanhamento a serem apresentados. De acordo com o Sindicato das Indústrias de Frigoríficos do Estado de Mato Grosso (Sindifrigo), os informes foram apresentados pelo Serviço Veterinário Oficial do Brasil.

“Os casos ocorreram de forma independente e isolada e foram confirmados pelo laboratório de referência internacional da OIE, localizado no Canadá, na última sexta-feira (3). O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) reforça que o Brasil mantém sua classificação como país de risco insignificante para a doença, não justificando qualquer impacto no comércio de animais e seus produtos e subprodutos”, diz nota do sindicato.
 


Segundo a Agrifatto Consultoria, empresa do amo do agronegócio, uma reunião com a China já está marcada para esta terça-feira (7), e a expectativa é de que as relações comerciais voltem ao normal em aproximadamente quinze dias. A empresa também explicou que uma das causas da doença pode ser o uso de subprodutos de proteína animal no arraçoamento de ruminantes.
Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet