Olhar Agro & Negócios

Segunda-feira, 18 de outubro de 2021

Notícias / Geral

Sinais que um dependente químico está prestes a ter uma overdose

Da Assessoria WebFoco

19 Jul 2021 - 13:30

Foto: WebFoco

Sinais que um dependente químico está prestes a ter uma overdose
Ao ingerir um excesso de drogas, álcool, medicamentos, entre outras substâncias, seja inalando, injetando ou ingerindo, isso causa um grave prejuízo à saúde, chegando a causar uma overdose, que é quando o corpo chega no seu limite de ingestão de toxinas, e então o coração acelera, órgãos podem parar de funcionar, e caso não se chegue a tempo para um socorro, a pessoa pode vir a óbito.
Na maioria dos casos, uma overdose séria é causada pela droga heroína, ou pelo excesso de aplicações de morfina sem consentimento médico, causando vários problemas respiratórios, e, a maioria dos usuários não aceita que precisam de um tratamento para dependentes químicos adequado, para que nem corram o risco de chegarem perto de uma overdose.
A seguir, mostraremos alguns sintomas e sinais de que alguém está prestes a ter uma overdose, para então, conseguir buscar ajuda antes que o pior venha a acontecer.

As drogas depressoras

Esse tipo de droga, são aquelas que afetam o sistema nervoso, dando maior sensação de anestesia e relaxamento. Dentro dessas drogas, se incluem a heroína, que é uma droga ilícita, a  morfina, codeína, fentanila, entre outros medicamentos analgésicos, que podem causar um grande risco se são ingeridos ou injetados sem um acompanhamento médico.
Quando uma dessas drogas são utilizadas excessivamente, elas carregam sintomas de possíveis overdoses, principalmente entre pessoas dependentes que não procuram ajuda em alguma clínica de recuperação masculina. Dentre os principais sintomas, estão:
  • Lábios e dedos com uma tonalidade azulada;
  • Respiração ofegante por falta de ar ou dificuldade de respirar;
  • Falta de força e sensação de cansaço durante todo o dia;
  • Desmaios frequentes;
  • Diminuição dos batimentos cardíacos.
Drogas estimulantes

Diferente do intuito das drogas depressoras, as drogas estimulantes aumentam o funcionamento do sistema nervoso, causando euforia e excitação o tempo todo durante seu uso de início.
LSD, cocaína, ecstasy, crack, são exemplos de drogas que dão essa sensação em seus usuários, e podem causar overdoses sérias, e dificilmente conseguem salvar a vida de quem chega a essa situação, porém, é possível, basta identificar os sinais:
  • Dores fortes de cabeça;
  • Dores no peito e sensação de falta de ar;
  • Confusão mental;
  • Alucinações visuais e auditivas;
  • Pupilas extremamente dilatadas;
  • Aumento dos batimentos cardíacos;
  • Febre;
  • Desmaios;
  • Convulsões.
Além disso, utilizar drogas lícitas e ilícitas sem se alimentar, e sem buscar ajuda em clínicas de reabilitação, levam o usuário a ter uma overdose repentina, e, que muitas vezes, não dá tempo de buscar ajuda para salvar sua vida.

Para os que se salvam de uma overdose

Por mais que a overdose possa ser um susto, e dê tempo de salvar a vida de alguém, chegar a esse nível devido ao uso excessivo de drogas, pode levar uma pessoa a ter danos cerebrais permanentes, deixando graves sequelas como retardadismo, déficit de atenção, e até mesmo a perda da fala, visão ou audição.
E, mesmo após uma overdose, uma pessoa que chega nesse nível precisa de cuidados e tratamentos profissionais com urgência, e caso não aceite se internar por livre e espontânea vontade, familiares e amigos precisam ser fortes e realizar a internação involuntária, pelo próprio bem da pessoa e sua saúde.
 
Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui
Sitevip Internet