Olhar Agro & Negócios

Sexta-feira, 16 de abril de 2021

Notícias / Logística

agora vai?

Ministro da Infraestrutura garante extensão da Ferronorte para Cuiabá e Lucas, mas depende de votação

Da Redação - Isabela Mercuri

09 Fev 2021 - 18:01

Foto: Augusto Cesar

Ministro da Infraestrutura garante extensão da Ferronorte para Cuiabá e Lucas, mas depende de votação
O ministro da Infraestrutura, Tarcísio de Freitas, garantiu a autorização para a extensão dos trilhos da Ferronorte para Cuiabá e depois Lucas do Rio Verde – a chamada Ferrovia ‘Senador Vicente Vuolo’, durante reunião com os senadores Wellington Fagundes (PL) e Jayme Campos (DEM) e com o líder do Governo, Fernando Bezerra (MDB-PE). No entanto, a certeza ainda depende da aprovação do novo Marco Regulatório das Ferrovias pelo Senado, que tem votação prevista para o dia 24.

Leia também:
Lideranças de Rondonópolis pedem duplicação da BR-364 até GO

Uma série de emendas será apresentada pelos dois senadores ao projeto original. Ao mesmo tempo, o Ministério da Infraestrutura, segundo explicou Tarcísio, irá determinar a avaliação dos estudos encaminhados pela concessionária à Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT).  A Ferronorte deverá ser a primeira ferrovia brasileira a ser construída pelo regime simplificado de autorização. “Sou entuasiasta da Ferronorte”, disse o ministro.

O senador Jayme Campos se disse satisfeito com o resultado da reunião e foi taxativo ao afirmar que “a Ferronorte será uma realidade”. Ele fez questão de destacar que “o sonho do povo cuiabano, do povo mato-grossense, do senador Vicente Vuolo, será uma realidade”. Jayme previu que entre o final de abril e o início de maio seja expedida a autorização, em evento em Cuiabá com a presença do ministro da Infraestrutura e também do presidente Jair Bolsonaro.

“Além do caráter histórico, a autorização para implantação da extensão da Ferronorte garante investimentos no Estado na ordem de R$ 8,5 bilhões pela concessionária Rumo, com a geração de milhares de empregos e avanços na nossa economia”, salientou Fagundes.

Na reunião com Freitas, o senador Wellington Fagundes fez questão de destacar o trabalho realizado com Jayme Campos junto ao Tribunal de Contas da União, ANTT e Ministério da Infraestrutura para garantir a renovação antecipada da concessão da malha paulista. Esse fator, segundo o senador do PL, foi determinante para que a concessionária possa implantar novos trilhos em Mato Grosso.

De acordo com o projeto acordado pelos senadores com o Ministério da Infraestrutura, a Rumo irá expandir os trilhos de Rondonópolis, onde possui o maior terminal de cargas da América do Sul, em direção a Campo Verde, Cuiabá, Nova Mutum e Lucas do Rio Verde. A direção da empresa informou que já adquiriu inclusive áreas para a construção dos terminais de carga nesse novo trecho.

Outras ferrovias

O presidente da Frente Parlamentar de Logística e Infraestrutura, Wellington Fagundes, destacou que o entendimento firmado em torno do Projeto de Lei 257/2018 pode ser classificado como “excelente para o Brasil”. O projeto permite avançar as ferrovias para o Centro-Oeste em função da grande capacidade de produção.

Além da Ferronorte, os senadores trabalham para viabilizar a implantação da Ferrovia de Integração do Centro-Oeste (FICO), que liga Água Boa à Ferrovia Norte-Sul,  e também da Ferrogrão, de Sinop a Miritituba (PA). “Isso vai trazer mais competitividade. Queremos as ferrovias funcionando e com fretes mais acessíveis, levando nossa produção e trazendo os insumos mais baratos”, frisou Fagundes.

Comentários no Facebook

Sitevip Internet