Olhar Agro & Negócios

Quarta-feira, 03 de março de 2021

Notícias / Agronegócio

AMAGGI estreia no mercado de capitais com emissão de US$ 750 mi em títulos sustentáveis

Da Redação - Vinicius Mendes

22 Jan 2021 - 10:08

Foto: Rogério Florentino/Olhar Direto

AMAGGI estreia no mercado de capitais com emissão de US$ 750 mi em títulos sustentáveis
A AMAGGI estreou com sucesso no mercado de capitais, com o lançamento de seu primeiro “Sustainability Bond”, cuja emissão foi concluída na tarde desta quinta-feira (21). Atuante em diversas etapas da cadeia produtiva, a AMAGGI é a maior companhia de grãos e fibras de capital brasileiro, reconhecida por seu compromisso socioambiental.
 
Leia mais:
Nova gestão assume Prefeitura com dívida de mais de R$ 2,4 mi após ação do MPT
 
A oferta de US$ 750 milhões em títulos sustentáveis tem como objetivo financiar uma economia sustentável e de baixo carbono por meio de projetos alinhados à Política Socioambiental e ao Posicionamento Global de Sustentabilidade da companhia, bem como aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da Organização das Nações Unidas (ONU).
 
A emissão dos títulos incluiu uma avaliação criteriosa por parte de agências de classificação de riscos internacionais e reuniões com mais de 90 investidores durante quatro dias, até o processo final de formação do booking, que contou com mais de 200 investidores de diversos países.
 
“O resultado reflete o reconhecimento, por parte desses investidores, do valor do nosso modelo único de integração vertical na cadeia do agronegócio, da estrutura robusta da nossa governança corporativa e atuação em sustentabilidade, e da ampla base de ativos, estrategicamente localizada nacional e internacionalmente”, avalia Dante Pozzi, diretor Financeiro e Administrativo da AMAGGI.
 
Por parte das principais agências de classificação de risco, o bond recebeu notas “BB” (Fitch) e “Ba3” (Moody’s), sendo ambas as avaliações com perspectiva estável. O título tem vencimento em 2028 e foi emitido com taxa de 5,25% ao ano.
 
Sustainability Bonds
 
De movimentação recente no Brasil, os chamados Sustainability Bonds são títulos de renda fixa internacionais emitidos por empresas privadas e disponibilizados no mercado para investidores - como fundos e asset managers – com a finalidade de financiar iniciativas sustentáveis.

Diferente dos títulos convencionais de renda fixa, os Sustainability Bonds visam à aplicação de recursos exclusivamente no financiamento de projetos com impactos positivos tanto no aspecto ambiental quanto social.
 
Aprovado pelas entidades reguladoras, o título emitido pela AMAGGI está alinhado às práticas definidas pela Associação Internacional do Mercado de Capitais (ICMA), com princípios dos chamados “Green Bonds”, “Social Bonds” e “Sustainability Guidelines”, a fim de promover transparência e integridade neste segmento do mercado de capitais.
 
Impactos socioambientais
 
Mensuráveis, os impactos dos projetos atrelados aos Sustainability Bonds devem ser auditados por organizações independentes e podem se enquadrar em diversos segmentos de atuação.
 
No caso do título emitido pela AMAGGI, os recursos captados serão aplicados em projetos elegíveis ligados a Energia Renovável, Gestão Sustentável de Uso da Terra e Recursos Naturais, Preservação de Recursos Naturais e Biodiversidade, Mitigação de Mudanças Climáticas, Segurança Alimentar, entre outros. Os critérios referentes aos projetos elegíveis estão descritos no Framework disponibilizado pela AMAGGI ao mercado.
 
Todos os projetos elegíveis devem estar em conformidade com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da Organização das Nações Unidas (ONU). Anualmente, será publicado um Relatório (Sustainability Bond Report) com prestação de contas a respeito dos projetos, reportando montantes alocados, descrições dos projetos e mensuração dos impactos, entre outros dados. O Relatório também deverá ser acompanhado pela avaliação de uma organização independente.
 
A oferta das notas não foi e não será registrada sob o “Securities Act”, ou qualquer outra lei de valores mobiliários federal e estadual dos EUA.

Além disso, as notas não podem ser oferecidas, vendidas, empenhadas ou transferidas de outra forma nos Estados Unidos ou para investidores dos EUA, a menos que estes estejam registrados, ou isentos de, ou não sujeitos a registro sob o “United States Securities Act”, de 1933, conforme emendado.

Comentários no Facebook

Sitevip Internet