Olhar Agro & Negócios

Sábado, 24 de outubro de 2020

Notícias / Geral

Onda histórica de calor "aquece" comércio de sorvete e água de coco em Cuiabá

Da Redação - Bruna Bom

13 Out 2020 - 09:13

Foto: Rogerio Florentino/Olhar Direto

Onda histórica de calor
Quem mora em Mato Grosso sabe que o verão dura praticamente o ano inteiro, mas o calor e a sensação de tempo ‘abafado’ ficam mais intensos no período de seca, com termômetros chegando a quase 45ºC. Em Cuiabá, empreendedores apostam no sorvete, picolé e água de coco como alternativas para amenizar os impactos das ondas de calor que atingem a cidade.

Leia mais:
Pesquisador afirma que estações chuvosas ficaram mais curtas: queimadas e desmatamento são ‘agrosuicídio’

Alexandre Navarros, de 30 anos, é gerente de uma filial de fábrica de sorvetes na capital e afirma que o movimento aumentou 45% depois que a média da temperatura no município passou a atingir 40ºC. Segundo ele, são vendidos aproximadamente 2.100 picolés de fruta por dia, sem contar outros sabores.

“Aqui a gente atende todo mundo, desde o varejo para comprar um picolé até os revendedores. Muita gente do interior vem buscar os picolés aqui e leva pra vender durante esse tempo de calor”, conta Alexandre.



Paulo Balduíno, de 59 anos, inovou e resolveu criar uma opção para aqueles que não abrem mão da água de coco gelada: o drive thru. Localizada na Miguel Sutil, a Essencial Coco chega a comercializar 1.500 frutos diariamente, em garrafas que custam entre R$ 6 e R$ 28. Outros produtos, como geladinhos de coco e potes com a fruta, também são comercializados no local.



“Nós implantamos esse sistema aqui aproximadamente de dois anos para cá. Graças a Deus deu certo, porque para Cuiabá o drive é uma novidade e nós juntamos o útil ao agradável. Como estamos em pandemia, o coco hoje é um produto de extrema necessidade também para a saúde física então deu certo. Nós também temos oferecido vagas de emprego e isso vem ajudando a população em uma época tão díficil”, conta Paulo.



Já em outra sorveteria na região central da capital, os efeitos do isolamento social no comércio ainda são sentidos. De acordo com o gerente, Paulo Henrique, muitas pessoas ainda não se sentem seguras para consumir os sorvetes no local, mas acabam levando os potes para se refrescar em casa.



De acordo com meteorologistas, as temperaturas máximas em Cuiabá ficaram pelo menos cinco graus acima da média. Além disso, a umidade relativa do ar chegou  a 10%. Cuiabá registrou 19 dias com temperatura superior aos 40ºC no mês de setembro. 

Comentários no Facebook

Sitevip Internet