Olhar Agro & Negócios

Quarta-feira, 03 de junho de 2020

Notícias / Agronegócio

Boletim ilustra queda drástica nas exportações de carne e frango do Brasil para a China; veja gráficos

Da Redação - Vinicius Mendes

30 Mar 2020 - 15:36

Foto: Rogério Florentino/Olhar Direto

Boletim ilustra queda drástica nas exportações de carne e frango do Brasil para a China; veja gráficos
De acordo com um boletim realizado pela Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), com apoio da Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Mato Grosso (Famato), Serviço Nacional de Aprendizagem Rural de Mato Grosso (Senar-MT), Instituto Matogrossense de Economia Agropecuária (Imea) e sindicatos rurais, nos meses de janeiro e fevereiro de 2020 foram registradas quedas drásticas nas exportações de carnes bovina, suína e de aves para a China. O levantamento fez um balanço dos impactos do coronavírus em setores do agronegócio.

Leia mais:
Fechamento de restaurantes faz cair preço de hortaliças, mas valor do ovo tem aumento de 15%

O início do surto de coronavírus na China começou ainda em 2019, porém, os efeitos na economia do Brasil, na relação comercial entre os dois países, vem sendo sentidos desde janeiro.

A CNA verificou que nos últimos dias, o governo chinês tem implementado iniciativas que envolvem estímulo monetário. Além disso a China anunciou redução temporária das tarifas de importação de alguns produtos agrícolas. Estas medidas, porém, ainda não refletiram nas relações comerciais com o Brasil.

Conforme o levantamento da CNA, a quantidade (e valor) das exportações de carne bovina do Brasil para a China vinha em uma crescente no ano de 2019. Para se ter uma ideia, o valor mais que quadruplicou em um ano. Em janeiro o valor das exportações foi de R$ 107,3 milhões e em dezembro o valor já foi de R$ 498,8 milhões.

Os efeitos do coronavírus mudaram drasticamente este cenário. No mês de janeiro de 2020 o valor das exportações foi de R$ 322,1 milhões e em fevereiro foi de R$ 196,2 milhões. Apesar da quantidade exportada e o valor ser maior nos meses de janeiro e fevereiro de 2020, em relação a janeiro e fevereiro de 2019, é possível perceber a tendência de queda.



As exportações de suínos e aves para a China também apresentaram queda. Enquanto no mês de dezembro de 2019 as exportações de carne suína atingiram R$ 92,6 milhões, em janeiro de 2020 este valor caiu para R$ 84 milhões e em fevereiro de 2020 caiu para R$ 79 milhões.



A queda nas exportações de carne de frango foi quase tão acentuada quanto à de carne bovina. Em dezembro de 2019 o valor de exportações para a China atingiu R$ 155 milhões, mas já em janeiro de 2020 o valor caiu para R$ 130,1 milhões e em fevereiro de 2020 caiu para 107,2 milhões. O cenário ainda é muito instável, e não é possível dar certeza de quais serão os efeitos disso para o consumidor comum.

6 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Agro Olhar. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agro Olhar poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Rosino Manoel de Bonfim bonfim
    31 Mar 2020 às 21:55

    Quem sabe agora o pobre come carne de primeira!!

  • Rubens Tadeu Reynaud
    31 Mar 2020 às 06:36

    Os chineses começaram a forçar a queda de preço. Isto já era esperado.

  • Dudu Mendes
    31 Mar 2020 às 06:32

    To me lixando com esses riquinhos. Sabiam do coronavirus. Foram egoístas e mesmo assim viajaram para Europa e Ásia trazendo coronavirus para o Brasil.

  • Lucio
    30 Mar 2020 às 22:07

    Quem sabe consigam fazer um preço bom p o nosso povo!

  • Moacir
    30 Mar 2020 às 18:33

    Tô pouco me lixando para as exportações, na verdade o brasileiro pobre só tem vantagem quando vai ao supermercado e encontra o preço da carne bem baixo, e isso só acontece quando a exportação é trancada. Chega de torcer para os ricos ficarem meus ricos com as exportações e os pobres pagarem a conta no supermercado com valores estratosféricos.

  • Letícia Doria
    30 Mar 2020 às 17:34

    Como é bom ver os barões do agronegócio saber o que é perda....

Sitevip Internet