Olhar Agro & Negócios

Domingo, 27 de setembro de 2020

Notícias / Economia

Contribuintes podem fazer acordos para quitar débitos em agências fazendárias e cartórios

Da Redação - José Lucas Salvani

17 Set 2019 - 16:41

Foto: Reprodução/Assessoria

Jenz Prochnow, subprocurador-geral Fiscal.

Jenz Prochnow, subprocurador-geral Fiscal.

Os contribuintes de Mato Grosso que estão judicializados ou protestados poderão fazer acordos para quitar seus débitos em agências fazendárias e cartórios de protesto do interior do estado, começando por Tangará da Serra (a 241 km de Cuiabá). A ação é resultado da parceria entre a Procuradoria Geral do Estado (PGE), que criou o projeto, a Secretaria de Estado de Fazenda (Sefaz) e o Instituto de Estudos de Protesto de Títulos do Brasil, Seção Mato Grosso.

Leia mais:
Gestão eletrônica de documentos com automatização de processos agiliza tarefas e reduz custos para empresas

"Ele podendo ir à agência fazendária facilita muito porque ele pode fazer toda a negociação lá na agência, fazer o termo de acordo, emitir os boletos e depois acessar o site para emitir os demais", destaca o subprocurador-geral Fiscal, Jenz Prochnow Júnior. A facilidade ajuda no processo de interiorização da PGE, sempre em busca de estar mais próxima dos contribuintes.

Ainda sem data divulgada, o projeto irá se iniciar no município de Tangará da Serra. Para o subprocurador, o objetivo é expandir cada vez mais o projeto e destaca o apoio dado pela Sefaz. 

"A Sefaz sempre está nos ajudando em todos os momentos solicitados assim como o Instituto. Isso porque foi a Sefaz que viabilizou a permissão junto às agências fazendárias. Algo deste tipo nunca tinha sido feito e acho que isso é uma medida muito importante", finalizou.

Comentários no Facebook

Sitevip Internet