Olhar Agro & Negócios

Domingo, 16 de junho de 2019

Notícias / Economia

Comércio em Cuiabá terá “Dia Livre de Impostos” neste mês

Da Redação - Thaís Fávaro

19 Mai 2019 - 09:40

Foto: ilustração internet

Comércio em Cuiabá terá “Dia Livre de Impostos” neste mês
Empresas de vários segmentos estão sendo convidadas pela Câmara de Dirigentes Lojistas de Cuiabá (CDL) a participarem do Dia Livre de Impostos (DLI), no próximo dia 30 de maio. A ação ocorre em diversos Estados brasileiros para conscientizar a população sobre a alta carga tributária. O objetivo é transmitir para a população o quanto a carga tributária elevada impacta na vida das pessoas.
 
Leia mais
Mais de 300 vagas de trabalho estão disponíveis com salários até R$ 2 mil

De acordo com o superintendente da CDL Cuiabá, Fábio Granja, a população precisa ter conhecimento de quanto se paga em imposto. "Toda vez que aumenta um determinado imposto, tributo ou taxa, o valor é repassado para o preço de venda, ou seja, o consumo da nossa população é extremamente afetado", explica.
 
Segundo a Confederação Nacional das Câmaras de Dirigentes Lojistas (CNDL), em um ranking de 30 países, o Brasil é o 14º que mais arrecada imposto e está em último como país que melhor retorna o dinheiro para a população. "É um absurdo no nosso país termos que trabalhar em média 153 dias (5 meses) durante o ano só para pagarmos impostos. Estamos em um período que precisamos gerar empregos e assim movimentarmos a economia, por isso, precisamos conscientizar a população o quanto representa essa carga tributária que em alguns produtos passam de 58% como é caso dos produtos de maquiagens ou 43% nos eletrônicos", afirmou Granja.

Em Cuiabá, assim como em Sinop, Rondonópolis e no restante do País, o "Dia Livre de Impostos" estará acontecendo no dia 30 de maio. "Nesta data, os comerciantes interessados em participar da campanha irão comercializar alguns produtos com desconto real equivalentes a incidência da carga tributária aplicada na formação do preço de venda. Reforçamos que o objetivo não é vender mais ou menos neste dia, não é um dia de promoção, mas sim, de conscientização, de forma simbólica retrataremos através de algumas vendas o impacto da alta carga tributária em nossas vidas", explicou o superintendente.
 
 

1 comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Agro Olhar. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agro Olhar poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Cuiabano
    19 Mai 2019 às 11:08

    kkkk conversa pra boi dormir.. as lojas já pagam os impostos nos produtos no momento que compram pra repor estoque e repassam o valor aos consumidores junto com uma margem de lucro. Nunca que vão tirar esse valor do preço final.. vai ser igual a black fraude.

Sitevip Internet