Olhar Agro & Negócios

Terça-feira, 22 de outubro de 2019

Notícias / Geral

Comércio pode abrir normalmente no aniversário de 300 anos de Cuiabá

Da Redação - Fabiana Mendes

03 Abr 2019 - 16:11

Foto: Rogério Florentino Pereira/OD

Comércio pode abrir normalmente no aniversário de 300 anos de Cuiabá
No aniversário de 300 anos da capital mato-grossense, celebrado na próxima segunda-feira (8), o comércio poderá abrir normalmente. O funcionamento não é permitido por Lei nos feriados civis e religiosos de 1º de janeiro, Sexta-feira Santa, 1º de Maio (Dia do Trabalhador), Finados (02 de novembro) e Natal (25 de dezembro).

Leia mais:
Mato Grosso terá mais um voo diário direto para São Paulo após redução no imposto do combustível

De acordo com a Câmara de Dirigentes Lojistas de Cuiabá (CDL), não haverá funcionamento dos órgãos públicos estaduais e municipais administrativos da capital. Porém, os serviços públicos essenciais, como de saúde e segurança vão funcionar em regime de plantão. Os shoppings de Cuiabá irão funcionar, mas ainda não estão com os horários definidos.

Nas agências bancárias, segundo o Sindicato dos Empregados em Estabelecimentos Bancários e do Ramo Financeiro do Estado de Mato Grosso (SEEB-MT), também não haverá atendimento. A Federação Brasileira de Bancos (FENABRAN) informa que as contas de consumo, como de água, energia, telefone, e os carnês que tiverem essas datas como vencimento, poderão ser pagos no primeiro dia útil após o feriado. Os serviços de caixa eletrônico, internet banking, mobile banking e de banco por telefone estarão disponíveis.

Fica facultado a cada lojista decidir manter ou não o expediente neste dia 08, desde que pague corretamente os trabalhadores, ou seja, remuneração em dobro e comissões de vendas. Entretanto, como sempre orientamos, é importante que faça uma avaliação se vale a pena ou não abrir as portas neste dia", alertou o superintendente da CDL Cuiabá, Fábio Granja.
 
*Matéria atualizada na data de 04/04/2019  às 17h41

1 comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Agro Olhar. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agro Olhar poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Zeca
    04 Abr 2019 às 11:04

    O município não representa os comerciantes, mas o povo como um todo. Porém o município sobrevive de impostos que os consumidores pagam e os comerciantes repassam ao erário. Logo quem controla o funcionamento do comércio de uma cidade são os órgãos associativos dos comerciantes e funcionários em comum acordo e não o gestor municipal.

Sitevip Internet