Olhar Agro & Negócios

Domingo, 05 de dezembro de 2021

Notícias | Geral

Fake News

Blairo Maggi nega importação de ‘ovos sintéticos’ mas promete investigação do Mapa

Foto: Reprodução

Blairo Maggi nega importação de ‘ovos sintéticos’ mas promete investigação do Mapa
O ministro da Agricultura e Pecuária (Mapa), Blairo Maggi (PP), negou que o país esteja importando ‘ovos sintéticos’ da China. A polêmica surgiu após vídeos serem postados na internet duvidando da procedência do alimento. Além disto, há alguns anos são publicadas informações de que indústrias chinesas usam produtos químicos para adulterar esse tipo de produto. Porém, o político mato-grossense prometeu uma investigação.

Leia mais:
Maggi vai para a África do Sul tratar de embargos à carne brasileira com o Brics
 
“Está rodando um vídeo na internet sobre ovos falsos. Falso é o vídeo. Falei com técnicos do Ministério da Agriculta e me garantiram não existir isto. Quando o ovo passa de quatro a cinco semanas, fica vencido, perde a viscosidade e a membrana interna fica mais grossa, com aspecto plástico”, comentou o ministro.

 
Além disto, Blairo Maggi deixou um alerta aos consumidores e prometeu investigar o caso. “Não compre ovos com data de validade vencida. Mesmo assim, vamos investigar o caso”.
 
O vídeo em questão foi produzido no Rio de Janeiro. A consumidora reclama da textura e diz que o produto é feito de plástico. Em uma das publicações, com mais de 160 mil visualizações no Facebook, ela declara que o ovo foi importado da China.
 
Porém, segundo dados do Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços, o Brasil não importa esse produto do país asiático. Não há nenhum tipo de registro de arrecadação do item "ovos de aves" nos dados divulgados pelo órgão que registra a balança comercial entre os dois países.
 
"Quando o ovo vai perdendo a sua densidade, com o seu conteúdo diminuindo, essa membrana resseca e fica mais próxima da gema. Isso acontece quando o produto vai ficando velho. Então parece que o ovo tenha uma consistência mais plástica", disse Roberta Ribeiro, coordenadora do laboratório da Vigilância Sanitária do Rio, ao G1.
 
Made In China
 
Os relatos comumente envolvem a China por conta de denúncias publicadas há alguns anos na imprensa daquele país, de que indústrias chinesas usam produtos químicos para adulterar a produção de ovo. Uma reportagem publicada pela revista Time, em 2012, relata que a primeira vez que os ovos falsos surgiram foi ainda nos anos 1990.
Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet