Olhar Agro & Negócios

Sábado, 08 de agosto de 2020

Notícias / Economia

Sicredi registra acúmulo de mais de R$1 bilhão em captação de poupança

Da Redação - André Garcia Santana

15 Ago 2017 - 11:39

Foto: Reprodução

Sicredi registra acúmulo de mais de R$1 bilhão em captação de poupança
Com mais de 3,5 milhões de associados, o banco Sicredi atingiu no mês de julho, um incremento acumulado de R$ 1 bilhão na captação de poupança este ano, considerando novas aplicações, menos depósitos, mais rendimentos pagos. No Brasil, o incremento da carteira de poupança no mercado financeiro, no mesmo período, foi de R$ 17,3 bilhões, segundo dados do Banco Central, sendo o Sicredi responsável por 5,8% deste montante. Em julho, o valor da carteira de poupança superou a marca de R$ 8 bilhões, acumulando crescimento de 17% em 2017.

Leia mais:
Município de MT é o 7º do país em ranking de "saúde financeira"; Cuiabá ocupa 344ª colocação
 
As cooperativas que integram a Central Sicredi Centro Norte, que abrange os estados de Mato Grosso, Rondônia, Pará e Acre, fecharam os primeiros sete meses deste ano com captação líquida de R$ 85,305 milhões. Segundo cálculos da Economática, a rentabilidade nos primeiros sete meses do ano foi de 4,25% e no mesmo intervalo, a inflação medida pelo Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) foi de 1,43%. Assim, o ganho do poupador foi de 2,79%, o maior nível dos últimos 11 anos.
 
De acordo com a instituição, as razões para estes resultados são diversas, mas entre elas, uma se destaca: o associado sabe que o valor depositado fomentará o crescimento econômico da sua região, já que retorna à comunidade por meio do crédito rural. Outro fator que contribui para o incremento da poupança é o constante incentivo que, em suas 117 cooperativas de crédito filiadas, o Sicredi incentiva os associados a criarem o hábito de poupar e de planejar o futuro para conquistar seus objetivos, realizando campanhas e ações locais para estimular as programações mensais de aplicação em poupança.
 
O presidente da Central Sicredi Centro Norte, João Spenthof lembra que o cooperativismo de crédito permite que os associados se beneficiem de seus depósitos em poupança de duas formas. A primeira é a própria remuneração do investimento e a segunda é a distribuição dos resultados da cooperativa de crédito. “Parte das sobras, ao fim de cada exercício anual, é dividida entre os associados na proporção das aplicações feitas durante o ano. Quem realizou mais operações financeiras com a cooperativa recebe mais”, destaca.
 
A poupança é uma opção de investimento simples e segura que coopera para que a pessoa tenha mais liberdade. Ela possibilita planejamento e realização de projetos de vida da forma mais adequada às necessidades do poupador. Além de contar com o apoio do Sicredi para realizar os planos, o associado também coopera com a comunidade, pois o valor aplicado permanece na região, apoiando e financiando o crescimento local.
 
Vitor Galesso, economista e professor universitário, complementa que é importante que todas as famílias mantenham uma reserva financeira ou investimento. Ele diz que a caderneta de poupança é a mais tradicional e bem quista pelos brasileiros. “A orientação é que as famílias façam uma reserva mensal na poupança ou outra aplicação, projetando o uso no futuro. Vale ressaltar que este dinheiro guardado oferece às famílias uma tranquilidade psicológica para enfrentar seus desafios diários”, diz ao comentar que em países desenvolvidos a cultura de investir e poupar é bem mais disseminada que no Brasil e o hábito é passado de pai para filho.

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Agro Olhar. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agro Olhar poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

Sitevip Internet