Olhar Agro & Negócios

Sábado, 24 de agosto de 2019

Notícias / Agricultura Familiar

Conab investe mais de R$ 1 mi em contratos com pequenos produtores de Mato Grosso

Da Redação - Viviane Petroli

23 Mar 2017 - 14:03

Foto: Reprodução/Internet/Ilustração

Conab investe mais de R$ 1 mi em contratos com pequenos produtores de Mato Grosso
Um montante de R$ 1,02 milhão em cinco novos contratos com cooperativas e associações de pequenos produtores em Mato Grosso está sendo injetado pela Companhia Nacional do Abastecimento (Conab). O intuito é a formação de estoques próprios dos pequenos produtores de castanha-do-brasil, também conhecida como castanha-do-pará, e queijo tipo mussarela.

Leia mais:
Agricultores familiares recebem 32 mil mudas de café clonal em Mato Grosso
 
A iniciativa permite que os produtores escolham o melhor momento de vender sua produção. Segundo a Conab, a ação é executada em parceria com a Secretaria Especial de Agricultura Familiar e Desenvolvimento Agrário (SEAD) e faz parte do Programa de Aquisição de Alimentos (PAA) na modalidade de apoio à formação de estoque pela agricultura familiar.
 
A Conab explica que através de associações e cooperativas, o Programa de Aquisição de Alimentos  (PAA) disponibiliza recursos para que as organizações adquiram a produção de agricultores familiares ou extrativistas, com o intuito de formar estoques e posteriormente comercializar.
 
Ainda de acordo com a Conab, o limite anual de recursos por beneficiário fornecedor é de R$ 8 mil. Já para as organizações fornecedoras o limite é de até R$ 1,5 milhão, sendo a primeira operação limitada a R$ 300 mil.
 
Em Mato Grosso, serão beneficiados 23 agricultores vinculados à Cooperativa Agropecuária Varzeagrandense (Coopergrande), que deverão formar um estoque de 13,62 toneladas de mussarela.
 
Segundo a Companhia Nacional do Abastecimento, outros 111 pequenos produtores de castanha-do-brasil serão beneficiados. Tais produtores estão vinculados a Cooperativa dos Agricultores do Vale do Amanhecer (Coopavam), Associação dos Moradores Agroext da Resex Guariba Roosevelt Rio Guaiba (Amorarr), Associação Indígena Rikbaktsa Tsirik e Associação de Mulheres Cantinho da Amazônia. A expectativa com o recurso disponibilizado é que seja formado um estoque de castanha-do-brasil de 708,2 toneladas. 

1 comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Agro Olhar. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agro Olhar poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Alexandre
    23 Mar 2017 às 16:33

    O que é mais engraçado nessa matéria, é que ela não diz o nome dos responsáveis que trarão esse projeto a MT. Ou será que deve ser um fantasma que está trabalhando nisso. A população quer ver as coisas concretas e verdadeiras acontecendo no estado.

Sitevip Internet