Olhar Agro & Negócios

Sábado, 24 de agosto de 2019

Notícias / Indústria

Suspensão de abates em frigoríficos de Mato Grosso preocupa pecuaristas; prejuízos são avaliados

Da Redação - Viviane Petroli

22 Mar 2017 - 16:57

Foto: Rogério Florentino Pereira/Olhar Direto

Jorge Pires presidente do Sindicato Rural de Cuiabá

Jorge Pires presidente do Sindicato Rural de Cuiabá

A suspensão de abates de bovinos em algumas plantas frigoríficas com Selo de Inspeção Federal (SIF) instaladas em Mato Grosso preocupa pecuaristas do estado. Conforme o presidente do Sindicato Rural de Cuiabá, Jorge Pires, há relatos de plantas com abates parados entre essa quarta-feira, 22 de março, e sexta-feira, 24. Prejuízos e impactos são calculados.
 
Mato Grosso possui um rebanho superior a 30 milhões de cabeças de gado, sendo o maior do país, e um abate anual entre 4 e 5 milhões de cabeças.

Leia mais:
JBS suspende compra de gado em Mato Grosso diante operação da PF e mercado instável
 
De acordo com o setor produtivo de Mato Grosso e o deputado estadual Wancley Carvalho (PV), a JBS suspendeu a compra de gados nas unidades de Araputanga e Pontes e Lacerda diante a questão da operação "Carne Fraca" da Polícia Federal e da instabilidade do mercado.
 
"Isso nos preocupa muito, porque gera impacto tanto para o pecuarista quanto para a economia do estado. A cadeia produtiva da carne é uma indústria de movimentação", pontua o presidente do Sindicato Rural de Cuiabá, Jorge Pires.
 
Segundo Jorge Pires, paralisar abates por três dias "tem uma representatividade econômica muito grande". Contudo, o presidente do Sindicato Rural de Cuiabá ressalta que "ainda é cedo" para falar na dimensão de prejuízos que tais suspensões podem causar.
 
Apesar da paralisação de algumas plantas, a unidade de Mato Grosso do Frigosul - Frigorífico Sul, localizada em Várzea Grande, por exemplo, afirma que os abates seguirão normalmente. Por dia, revela o gerente administrativo do frigorífico Jorge Brandão, são abatidas em torno de 400 cabeças, diante uma capacidade instalada de abater 450 animais por dia. A unidade mato-grossense conta com 360 colaboradores.

Em nota enviada ao Agro Olhar, a JBS "informa que está operando seu abate conforme o previsto nesta semana. A companhia esclarece, no entanto, que está avaliando o mercado e irá adotar as medidas necessárias para adequação do volume de produção à demanda de mercado".
 

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Agro Olhar. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agro Olhar poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

Sitevip Internet