Olhar Agro & Negócios

Quarta-feira, 20 de novembro de 2019

Notícias / Agricultura Familiar

Senador de Mato Grosso quer incorporar agricultura familiar no Mapa

Da Redação - Viviane Petroli

14 Jul 2016 - 08:00

Foto: Waldemir Barreto/Agência Senado

Senador de Mato Grosso quer incorporar agricultura familiar no Mapa
A agricultura familiar pode ser incorporada no Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa). A intervenção de transferência do comando da pasta da Casa Civil para o Mapa tramita no Congresso Nacional através de emenda à Medida Provisória 728/2016.

A agricultura familiar foi transferida para a Casa Civil, após reforma ministerial realizada pelo presidente em exercício Michel Temer, após extinção do Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA).

Leia mais:
Temer reconhece força do setor rural e fortalece o Ministério de Blairo Maggi

A intervenção por meio da emenda nº 008 à Medida Provisória 728/2016 é de autoria do senador por Mato Grosso Cidinho Santos.

A incorporação da agricultura familiar na pasta do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento é defendida inclusive por servidores federais que eram lotados no extinto Ministério do Desenvolvimento Agrário, que na última terça-feira, 12 de julho, distribuíram ofícios aos senadores que compõem a comissão mista da Medida Provisória. No documento os servidores solicitaram a apoio para a aprovação da emenda.

O documento foi assinado por 33 servidores federais. Ao final os servidores do extinto Ministério do Desenvolvimento Agrário defenderam “Pedimos vosso apoio na aprovação da emenda 008, concernente à MP 728/2016, certo de que esta aprovação só trará benefícios aos agricultores familiares, aos servidores, ao governo e ao país”.

Na avaliação do senador Cidinho Santos, o apoio dos servidores à emenda pode aumentar as chances da agricultura familiar ser incorporada ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento.

O parlamentar justifica em sua emenda que haveria um “melhor aproveitamento de suas competências”, se referindo aos profissionais.

“Acredito ter sido um equívoco do atual governo. Primeiro colocou a agricultura familiar no Ministério do Desenvolvimento Social, depois dos questionamentos foi levada para a Casa Civil, e vimos que também não é o mais adequado. Entendemos que o Ministério da Agricultura deve contemplar desde os grandes aos pequenos produtores”, pontua Cidinho, destacando que o ministro da Agricultura, Blairo Maggi, também entende ser importante a incorporação da agricultura familiar ao Mapa.

2 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Agro Olhar. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agro Olhar poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Diego
    14 Jul 2016 às 09:48

    os Interesses do agronegócio, pode acabar com a agricultura familiar.

  • jose de souza
    14 Jul 2016 às 09:05

    Vetado por conter expressões ofensivas e/ou impróprias, denúncias sem provas e/ou de cunho pessoal ou por atingir a imagem de terceiros. Queira por favor refazer seu comentário e reenviá-lo.

Sitevip Internet