Olhar Agro & Negócios

Quinta-feira, 20 de junho de 2024

Notícias | Pecuária

lançado em março

Estatuto do Imac é aprovado em primeira reunião de Conselho

Foto: Sedec-MT

Imac é considerado um

Imac é considerado um

O estatuto do Instituto Mato-grossense da Carne (Imac) deverá ser publicado nos próximos dias no Diário Oficial do Estado. O estatuto foi aprovado na primeira reunião do Conselho Deliberativo do Instituto, bem como a indicação dos membros que farão parte do Conselho Fiscal.


O Instituto Mato-grossense da Carne (Imac) é o primeiro do Brasil e sexto do Mundo. O Imac foi instituído por meio da Lei n° 10.370/2016 e é formatado no exemplo do Instituto Nacional de Carnes do Uruguai (Inac). A ideia de implementar em Mato Grosso partiu do governador Pedro Taques, durante viagem ao Uruguai em outubro de 2015.

Quando do lançamento do Instituto, durante o V Circuito InterCorte, no dia 02 de março, em Cuiabá, o governador Pedro Taques declarou que o Imac é um “virar de páginas” de divergências entre setor produtivo e indústria, pois todos agora trabalham juntos por uma carne de qualidade.

Leia mais:
Instituto da Carne de MT é o 6º do mundo e “vira página” de divergências entre setor produtivo e indústria

A primeira reunião do Imac ocorreu na última quinta-feira, 14 de abril. Na ocasião foram deliberadas pautas de caráter administrativo, como a aprovação do estatuto e a indicação de membros que farão parte do Conselho Fiscal, sendo um representante da Associação dos Criadores (Acrimat) e dois representantes da Secretaria de Desenvolvimento Econômico (Sedec), a qual o Imac está vinculado.

Também foi definida a estrutura organizacional do Imac que será composta pelo Conselho Deliberativo, presidência, diretoria de marketing, diretoria administrativa e financeira e diretoria de operações.

O Imac, como já destacado pelo Agro Olhar, será presidido pelo ex-superintendente da Associação dos Criadores de Mato Grosso (Acrimat), Luciano Vacari, que durante pouco mais de um ano ocupou o cargo de secretário-adjunto do Gabinete de Desenvolvimento Regional de Mato Grosso.

Conforme Vacari, todas as deliberações da reunião seguem para apreciação e aprovação do governador Pedro Taques.

“Estamos discutindo também as definições do protocolo a ser seguido para a garantia do selo. Tudo está sendo trabalhado em conjunto com os representantes das cadeias envolvidas no Imac e será lançado oficialmente após a aprovação final do governador”, explica Vacari.

O Conselho Deliberativo do Imac é composto por cinco membros, sendo presidido pelo secretário de Desenvolvimento Econômico, Seneri Paludo, dois membros da Acrimat, dois membros do Sindicato das Indústrias de Frigorífico de Mato Grosso (Sindifrigo).

“Somos o sexto instituto deste tipo no mundo e com certeza vamos levar o modelo e a eficiência do Imac para além de Mato Grosso", afirma o secretário de Desenvolvimento Econômico de Mato Grosso, Seneri Paludo.

O Imac possui quatro pilares de atuação: padronização e tipificação da carcaça; promoção e marketing da carne; orientação ao consumidor e ajudar na criação de produtos; garantia de origem da carne e sistema de balança.

A previsão é que em junho, como o Agro Olhar já comentou, nas unidades dos frigoríficos Marfrig em Tangará da Serra e Paranatinga iniciem os testes do sistema de balança.
Entre em nossa comunidade do WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Assine nossa conta no YouTube, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet