Olhar Agro & Negócios

Terça-feira, 07 de abril de 2020

Notícias / Pecuária

Orçamento de R$ 20 mi para Indea ainda é pouco, declara Pedro Taques

Da Redação - Viviane Petroli

21 Out 2015 - 08:09

Foto: Chico Valdiner/Secom-MT

Orçamento de R$ 20 mi para Indea ainda é pouco, declara Pedro Taques
“A defesa sanitária animal e vegetal são importantes. Saltamos de um orçamento de R$ 9 milhões para R$ 20 milhões para o próximo ano no Indea, mas ainda é pouco”. A declaração do governador de Mato Grosso, Pedro Taques, durante a solenidade de abertura do IV Encontro Nacional de Defesa Sanitária Animal (Endesa 2015), vem de encontro ao “milagre” que os órgãos competentes e privados tem feito para manter a sanidade animal e vegetal no Brasil.

O IV Endesa teve início no dia 19 de outubro em Cuiabá e segue até sexta-feira, 23. O tema desta edição é “Proteger os animais, preservar nosso futuro”. O evento tem como o objetivo aprimorar as ações de Defesa Sanitária Animal. O Endesa 2015 é realizado pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa).

Leia mais:
Cuiabá sedia IV Encontro Nacional de Defesa Sanitária Animal

A defesa sanitária é primordial, de acordo com o presidente do Instituto de Defesa Agropecuária de Mato Grosso (Indea-MT), Guilherme Nolasco. Porém, “os Estados estão sozinhos”. Em 2014, revelou Nolasco, sozinhos 23 Estados, incluindo Mato Grosso, desembolsaram R$ 1,4 bilhão para a defesa sanitária animal e vegetal sem a participação de recursos por parte do governo federal. “A defesa sanitária de Mato Grosso irá gastar R$ 144 milhões e só temos arrecado R$ 60 milhões. O Governo Federal irá destinar R$ 80 milhões para a defesa sanitária para serem divididos entre todos os Estados”.

O diretor do departamento de Saúde Animal do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), Guilherme Marques, declarou que parcerias entre o governo federal, governos estaduais e a iniciativa privada são fundamentais para avançar na erradicação das doenças, como a febre aftosa, por exemplo.

“O Endesa serve para compartilharmos as conquistas da defesa sanitária animal e desenvolver diretrizes para o que precisa ser feito ainda ou melhorado”, destacou o representante do Mapa.

O Endesa é voltado para profissionais do Serviço Veterinário Oficial, veterinários credenciados e autônomos, universidades, instituições de pesquisa e setor privado que atuam na área de defesa sanitária animal.

Ao todo são 21 palestra no decorrer do evento com temas como agroterrorismo em defesa Animal, acesso a mercados, tecnologias para destinação de animais mortos, ferramenta PVS/OIE, utilização da TI na defesa sanitária animal, doenças transfronteiriças, redução de riscos biológicos, certificação sanitária, sistema de auditoria, epidemiologia, bem-estar animal e interface saúde animal/humana.

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Agro Olhar. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agro Olhar poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

Sitevip Internet