Olhar Agro & Negócios

Segunda-feira, 26 de outubro de 2020

Notícias / Energia

Relógios devem ser adiantados em uma hora à meia-noite de domingo

Da Redação - Viviane Petroli

17 Out 2015 - 15:12

Foto: Rogério Florentino Pereira/Olhar Direto

Relógios devem ser adiantados em uma hora à meia-noite de domingo
Os ponteiros dos relógios deverão ser adiantados em uma hora a partir da zero hora deste domingo, 18 de outubro. O governo federal prevê uma economia de aproximadamente R$ 7 bilhões com a adoção do horário de verão em 11 estados, incluindo Mato Grosso.

De acordo com o Ministério de Minas e Energia a estimativa de economia de R$ 7 bilhões, aproximadamente, representa o valor do desembolso que se teria em investimentos no sistema elétrico para tender a uma demanda adicional prevista de cerca de 2.610 megawatts (MW).

Leia mais:
Previsão em Mato Grosso é que consumo de energia caia 4,3% no horário de ponta

Entre 18 de outubro de 2015 e 21 de fevereiro de 2016 os relógios deverão ficar adiantados em uma hora nas regiões Centro-Oeste, Sul e Sudeste: Distrito Federal, Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Paraná, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, São Paulo e Espírito Santo.

Em Mato Grosso as projeções são que o período traga uma redução de 4,3% na demanda por energia elétrica no horário de ponta, que compreende das 18h ás 21h. Tal está dentro da meta considerada ideal de 4% a 5% do Operador Nacional do sistema. A estimativa da Energisa Mato Grosso é uma economia de 0,90% do consumo, levemente abaixo dos 0,96% constatados no período passado.

A redução de 0,90% no consumo, de acordo com a Energisa, significa uma economia de 29,2 gigawatts-hora (GWh), o suficiente para abastecer um município no porte de Chapada dos Guimarães por onze meses, Poconé por quatro meses ou Lucas do Rio Verde por dois meses.

Comentários no Facebook

Sitevip Internet