Olhar Agro & Negócios

Sábado, 04 de abril de 2020

Notícias / Agricultura

Sema emite 1.022 Autorizações Provisórias de Funcionamento de Atividade Rural

Da Redação - Viviane Petroli

01 Out 2015 - 11:45

Foto: Reprodução/Internet

Sema emite 1.022 Autorizações Provisórias de Funcionamento de Atividade Rural
Em 49 dias 1.022 Autorizações Provisórias de Funcionamento de Atividade Rural (APFs) foram emitidas pela Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema-MT). De 1.389 solicitações foram canceladas 202. O APFs é voltado para produtores rurais nas atividades de agricultura e pecuária extensiva e semiextensiva.

As emissões de Autorizações Provisórias de Funcionamento de Atividade Rural tiveram início em 19 de agosto. Segundo a Sema, 165 estão em andamento de avaliação e aprovação dentre as 1.389 solicitações recebidas até o dia 30 de setembro.

Das solicitações feitas até o momento 42,3% referem-se a atividade de agricultura, 39,7% a agricultura e pecuária (desenvolvimento das atividades simultaneamente) e 18% apenas a pecuária.

Leia mais:
Emissão de APF representou 42% da demanda de LAU emitida pela Sema em 2015

A Autorização Provisória de Funcionamento de Atividade Rural (APF) foi lançada no último dia 18 de agosto pelo governador Pedro Taques. Por dois anos os produtores de Mato Grosso terão "Autorização Provisória de Funcionamento de Atividade Rural" (APF) para atividade de agricultura e pecuária extensiva e semiextensiva. O sistema está sendo implantado pelo Governo de Mato Grosso e o principal requisito para obter a autorização é possui o Cadastro Ambiental Rural (CAR). A autorização provisória é gratuita e de acordo com a Secretaria terá validade até 31 de agosto de 2017.

“Nós implantamos uma autorização gratuita, declaratória, simplificada e que pode ser requerida de forma eletrônica no site da Sema. Caso o produtor esteja com seu imóvel cadastrado ao CAR e atenda os requisitos exigidos, o documento é expedido em cerca de 15 minutos", afirma a secretária da Sema, Ana Luiza Peterlini.

1 comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Agro Olhar. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agro Olhar poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • OSNEY VICENTINI
    07 Out 2015 às 18:11

    PARABÉNS AO GOVERNO DO ESTADO QUE FEZ UMA BOA AÇÃO SEM COBRAR TAXAS....

Sitevip Internet