Olhar Agro & Negócios

Sexta-feira, 20 de setembro de 2019

Notícias / Meio Ambiente

Mais de 1,2 mil metro cúbicos de madeira são apreendidos entre Marcelândia e Itaúba

Da Redação - Viviane Petroli

20 Set 2015 - 14:02

Foto: Fiscalização Sema

Mais de 1,2 mil metro cúbicos de madeira são apreendidos entre Marcelândia e Itaúba
Cerca de 1,2 mil metros cúbicos de madeira foram apreendidos em uma madeireira em Marcelândia ( 710 km a Noroeste de Cuiabá) em operação realizada no município advindos de desmatamento ilegal. A ação foi realiza em conjunto entre a Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema) e Batalhão de Polícia Militar Ambiental (BPMA), após monitoramento através dos programas de controle da Amazônia (SAD-Imazon/Inpe). No último dia 17 de setembro, a Polícia Judiciária Civil, em ação conjunta com a Polícia Rodoviária Federal, apreendeu um caminhão com 50 metros cúbicos de madeira irregular em Itaúba (600 km ao Norte de Cuiabá).

Em Marcelândia, a multa para a madeireira ultrapassa os R$ 389 mil. Segundo a Secretária de Estado de Meio Ambiente (Sema), o proprietário da madeireira foi preso, porém responderá o processo em liberdade.

Leia mais:
Fiscais federais agropecuários em Mato Grosso entram em greve

A madeira apreendida equivale a 30 caminhões enfileirados. A mercadoria encontra-se ainda na madeireira até a decisão da justiça quanto a sua destinação.

De acordo com a Sema, a madeireira foi descoberta diante a realização de monitoramento realizado pelas equipes de fiscalização através de varredura dos programas de controle da Amazônia (SAD-Imazon/Inpe). Com isso identificou-se uma área esplanada e aberta sem autorização.

“A partir desse ponto de desmatamento, a equipe de inteligência chegou ao local de estoque do material ilegal", frisa superintendente de Fiscalização da Sema, major PM Fagner Augusto do Nascimento.

O major PM Fagner Nascimento comenta que equipes trabalham na região de Marcelândia desde o dia 7 de setembro. Diversos pontos identificados por meio de satélites com suspeita de desmatamento ilegal estão sendo vistoriados.

A Sema comenta que até o momento apenas a madeireira teve multa aplicada. “Em se tratando de área de preservação permanente (APP) ou reserva legal, a multa sobe de R$ 1 mil para R$ 5 mil por hectare, e há responsabilização criminal", pontua o major.

Itaúba

Em Itaúba, na quinta-feira, 17 de setembro, uma ação realizada em conjunto pela Polícia Judiciária Civil e Polícia Rodoviária Federal apreendeu um caminhão com 50 metros cúbicos de madeira irregular. O caminhão foi interceptado na BR-163.

Conforme informações da Polícia Judiciária Civil, o motorista do caminhão apresentou a guia de transporte dos produtos florestais vencida. O condutor foi autuado em flagrante por transporte ilegal de madeira.

A madeira apreendida foi extraída na região de Nova Canaã do Norte e seria entregue em uma madeireira em Itaúba.

3 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Agro Olhar. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agro Olhar poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Agonandra
    20 Set 2015 às 21:51

    O desmatamento vem sendo a muito tempo uma atividade forte no estado de MT. como comprova está reportagem e tantas outras, isso é devido a revogação pelos deputados e governo da lei 235 desde 20/12/2012 da fiscalização e identificação de madeiras,a causa da revogação dessa LEI foi porque essa atividade de fiscalização incomoda os deputados o governo e aqueles que insistem em praticar esse crime ambiental que é a madeira,e com a revogação dessa LEI abriram a porta do estado para o transporte de madeira ilegais como a CASTANHEIRA(PROIBIDA DE CORTE) e tantas outras.

  • Talisia
    20 Set 2015 às 21:22

    A REALIDADE É QUE O MATO-GROSSO VEM SENDO O ESTADO QUE MAIS DESMATOU NOS ULTIMOS 25 ANOS, ISTO É CAMPEÃO DO DESMATAMENTO DESDE A PROMULGAÇÃO DA CONSTITUIÇÃO DE 1988, PARA QUE SERVEM ENTÃO AS LEIS AMBIENTAIS????????????

  • Ilse
    20 Set 2015 às 16:52

    E asa saúvas continuam incansáveis...logo seremos um deserto.

Sitevip Internet