Olhar Agro & Negócios

Domingo, 25 de agosto de 2019

Notícias / Política

Ceasa de Mato Grosso será licitado dia 21 de agosto; Empresa vencedora terá de doar terreno e investir R$ 150 milhões

Da Redação - Viviane Petroli

25 Jul 2014 - 11:47

Foto: Viviane Petroli/Agro Olhar

Ceasa de Mato Grosso será licitado dia 21 de agosto; Empresa vencedora terá de doar terreno e investir R$ 150 milhões
Está confirmada para o dia 21 de agosto a realização da licitação para a construção do Ceasa de Mato Grosso. A previsão é que o mesmo seja construído em uma área de 100 hectares nas proximidades de uma rodovia ou até mesmo do Rodoanel de Cuiabá. A empresa vencedora do certame terá de doar a área e investir cerca de R$ 150 milhões em infraestrutura. O anúncio é da Secretaria de Desenvolvimento Rural e Agricultura Familiar de Mato Grosso (Sedraf-MT) e do presidente do Ceasa-MT, Baltazar Ulrich.

Conforme o secretário da Sefrad-MT, Luiz Carlos Alécio, uma das determinações do governador Silval Barbosa, entre as prioridades para a agricultura familiar, é a criação do Ceasa de Mato Grosso. “É o único Estado que não possui um ainda. Muitos acham que a Feira do Verdão é o Ceasa de Mato Grosso, mas não é”, salienta.

O anuncio à reportagem do Agro Olhar foi feito durante o lançamento do Plano Safra da Agricultura Familiar, em Várzea Grande, na manhã desta sexta-feira (25).

Leia também
Governo federal destina R$ 800 milhões para a agricultura familiar de MT
Acordo internacional prevê enfrentamento da pobreza e incremento da educação rural

O presidente do Ceasa-MT, Baltazar Ulrich, comenta que há anos vem se pedindo a criação do mesmo, contudo a partir do momento que a Lei dos motoristas profissionais nº 12.619, de 30 de abril de 2012, se viu a real necessidade de se fazer um Ceasa no Estado. “O tempo de rodagem aumentou em dois dias com a Lei, em especial para aqueles que iam até São Paulo buscar e depois entregar no norte de Mato Grosso e na região Norte do país. Construindo um Ceasa aqui, além de incentivar a agricultura familiar, estaremos abastecendo estas regiões”.

Ulrich comenta ainda que com o Ceasa produtos importados, mais especificamente as frutas, terão economia de 20% se compradas em Cuiabá.

“Os Ceasas no Brasil tem administração pública e venda privada. Aqui teremos o sistema de concessão. A empresa que vencer a licitação terá de doar um terreno de 100 hectares e investir entre R$ 130 milhões e R$ 150 milhões em infraestrutura. A empresa irá administrar e operar, enquanto o Ceasa e o governo de Mato Grosso vão fiscalizar o serviço”, explica.

O projeto do Ceasa-MT conta com um mercado de flores para atender a produção local, bem como um mini-atacado para atender hotéis, restaurantes e pequenos mercados, comenta Ulrich. “Teremos também um pavilhão para o pequeno produtor, que será o único administrado pelo governo de Mato Grosso”.

Rastreabilidade

De acordo com Ulrich, haverá o barracão do Produtor, aonde os produtos que chegam serão classificados e embalados. Ele comenta que serão 15 barracões espalhados por Mato Grosso para facilitar à logística. “Todos os produtos comercializados nestes barracões do Produtor serão rastreados e com rótulo. É uma revolução para Mato Grosso”.

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Agro Olhar. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agro Olhar poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

Sitevip Internet