Olhar Agro & Negócios

Domingo, 21 de julho de 2024

Notícias | Logística

NOBRES

DNIT inicia em 20 dias restauração da Serra da Caixa Furada; Ponto já havia cedido em abril

Foto: Aprosoja-MT

Restauração da pista deverá ter início em 20 dias, afirma DNIT

Restauração da pista deverá ter início em 20 dias, afirma DNIT

O Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) deve em 20 dias realizar a restauração da pista na região da Serra do Tombador/Caixa Furada, no município de Nobres. A pista está apresentando rachaduras e em alguns pontos cedendo. Segundo o próprio DNIT, em abril deste ano o mesmo ponto já havia cedido.


A Serra, conforme o Agro Olhar já comentou, possui nove quilômetros de extensão e está localizada entre Nobres e o Posto Gil, no Km 580 da rodovia BR-364/163. A obra é de competência do DNIT e faz parte das obras de duplicação de um trecho de 45 quilômetros da região Norte de Mato Grosso. O trecho da Serra está orçado em R$ 227 milhões e ainda não foi concluído. A licitação da mesma ocorreu em 2010.

Leia também
Trecho da Serra da Caixa Furada em Nobres pode desabar; Produtores temem acidentes e prejuízos
Isenção de pedágio a reboques e multa sobre eixos são pendências à Lei do Motorista

De acordo com nota enviada pelo DNIT, ao final de abril deste ano já havia ocorrido os mesmos problemas verificados hoje no local. O Departamento frisa que na ocasião o incidente ocorreu devido às chuvas.

O DNIT frisa ainda que nos próximos 20 dias os trabalhos para "reconformação" terão início. Conforme o departamento, o trânsito na Serra "está operando em pista simples e devidamente sinalizado, sem restrições".

A situação "crítica" da Serra do Tombador/Caixa Furada foi levantada nesta semana por produtores rurais da região, através da Associação dos Produtores de Soja e Milho de Mato Grosso (Aprosoja-MT). “Sempre que passamos por lá têm interdições para reparos, sendo que a obra nem mesmo foi finalizada”, pontua o produtor rural e delegado da Associação dos Produtores de Soja e Milho de Mato Grosso (Aprosoja-MT) em Nova Mutum, Alessandro Uggeri.

Segundo Uggeri, há pontos de desbarrancamento, bem como deslizamento.

Confira nota enviada pelo DNIT:

"A respeito de notícias veiculadas em canais de comunicação sobre um deslizamento de encosta na Rodovia BR-163/364/MT, na região da Serra do Tombador / Caixa Furada, no município de Nobres, o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes – DNIT, esclarece que no final do mês de abril deste ano, coincidente com o fim do período chuvoso, o aterro no citado ponto cedeu em decorrência de problemas relacionados a natureza do solo local e do afloramento do lençol freático. Equipes de profissionais do quadro de servidores desta autarquia, especialistas em geotécnica contenções efetuaram inspeções no local. Foram também realizadas sondagens e demais estudos cabíveis para definição de solução técnica para a contenção da encosta e reconstrução do pavimento. O segmento está sendo diariamente monitorado por técnicos residentes, não apresenta riscos iminentes e nos próximos 20 dias os trabalhos para a reconformação serão iniciados. O trânsito no local atualmente está operando em pista simples, devidamente sinalizado, sem restrições".
Entre em nossa comunidade do WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Assine nossa conta no YouTube, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet