Olhar Agro & Negócios

Sábado, 24 de agosto de 2019

Notícias / Meio Ambiente

Audiência pública debates desoneração de impostos para insumos agrícolas em Brasília

Da Redação - Viviane Petroli

14 Jul 2014 - 15:58

Foto: Reprodução/Internet

Audiência pública debates desoneração de impostos para insumos agrícolas em Brasília
A desoneração de impostos para insumos agrícolas, fertilizantes e produtos agroquímicos e químicos destinados à produção de alimentos para consumo humano e agropecuário será discutida durante uma audiência pública nesta terça-feira (15) na Câmara dos Deputados, em Brasília (DF). A desoneração faz parte da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) nº 491/2010.

Segundo o deputado Eurico Junior (PV-RJ), que propôs o debate, a intenção com a audiência pública é mostrar a necessidade da desoneração de produtos que oneram os alimentos.

Leia também
Agricultura familiar tem desconto em 23 culturas em julho no Programa de Garantia de Preços
Até abril MT captou R$ 209,9 mi do Programa ABC; Observatório ABC elabora agenda a ser entregue aos candidatos nas eleições

“Nossa proposta de audiência pública tem por objetivo mostrar que devemos desonerar produtos que oneram os alimentos, mas apontando para a modernidade: vamos beneficiar a agroecologia por adotar métodos que protegem a saúde e o meio ambiente”, declara o deputado Eurico Junior.

Entre as várias autarquias e participantes a estarem presentes na audiência pública está o Ministério Público do Trabalho em Mato Grosso (MPT-MT), contrário a PEC.

"A desoneração dos produtos agroquímicos e químicos encaminha o delicado tema do crescimento e da produção agrícola em sentido oposto ao defendido pelos que se preocupam com o desenvolvimento equilibrado, com observância dos primados da saúde humana, social e ambiental”, pontua o procurador do Trabalho e coordenador do Fórum de Combate aos Impactos dos Agrotóxicos de Mato Grosso, Leomar Daroncho.

Em 2013, lembra o procurador do MPT-MT, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) divulgou dados do Programa de Análise de Resíduos de Agrotóxicos em Alimentos e pontuou para a gravidade do problema em questão. A pesquisa na ocasião apontou que 36% das amostras analisadas em 2011 apresentavam alta quantidade de agrotóxicos e em 2012 o percentual das amostras era de 29%.

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Agro Olhar. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agro Olhar poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

Sitevip Internet