Olhar Agro & Negócios

Sábado, 22 de junho de 2024

Notícias | Política

balanço e metas

Logistíca e legislação específica para trabalhador do campo são metas da Famato para 2014

Logistíca e legislação específica para trabalhador do campo são metas da Famato para 2014
Na avaliação do presidente da Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Mato Grosso (Famato), Rui Prado, 2013 foi um ano positivo para o setor produtivo do ponto de vista dos avanços referentes às discussões ligadas à logística e à política de demarcação de terras indígenas que sinalizam para grandes conquistas em 2014.


Em entrevista ao Agro Olhar o presidente disse o grande desafio para este ano é trabalhar junto ao Congresso Nacional o debate e aprovação de legislação específica para o trabalhador do campo, além é claro da incansável busca pela melhora no setor logístico de Mato Grosso.

Faltam R$ 36 bi e vontade política para resolver o problema de logística do Centro-Oeste, diz Rui Prado

“2013 foi um ano muito positivo onde a gente discutiu vários temas e tivemos muitos avanços referentes à logística. Em 2014 a gente já vai ter as obras da BR 163, por exemplo, que é a principal via de escoamento do estado, já bem adiantada. Esperamos que esta safra de aproximadamente 3 milhões de toneladas produzidas em 2013 já seja escoada pela BR 163 em 2014. Isso foi um trabalho de todo o setor envolvido”, revelou.

Segundo Rui, outro ponto importante de 2013 foi com relação à segurança jurídica para os produtores com vistas à ampliação de Terras Indígenas. “Nós tivemos uma atitude importante do Congresso Nacional onde se instalou uma comissão especial para tratar da PEC 215 que trata de demarcação de Terras Indígenas e temos nela a participação do deputado Nilson Leitão (PSDB/MT) que é o presidente dessa comissão, então vejo 2013 como ano muito muito positivo do ponto de vista de encaminhamentos e avanços também nessas discussões que tanto preocupam os produtores”, exemplificou.

Metas para 2014

Segundo Rui Prado as metas de 2014 continuam praticamente as mesmas que em 2013. E a Famato tem novamente o desafio de batalhar pela melhora da logística de Mato Gross.

“Nós temos novamente o desafio da logística. Precisamos avançar mais com relação às hidrovias e a própria ferrovia. Tivemos a inauguração do terminal da ALL em Rondonópolis e queremos que avance mais. Queremos que avance mais em todos os sentidos: Ferrovias, Hidrovias e rodovias. Essa questão de demarcação de terras indígenas, a gente imagina também que em 2014 vai ser concluída aos modos do Código Florestal Brasileiro, ou seja, com segurança jurídica para todos nós brasileiros índios e não índios”, diz.

Outro ponto elencado como uma das principais metas de 2014 é a criação de uma legislação trabalhista específica para o trabalhador do campo. “Vamos tratar também muito forte dos assuntos trabalhistas. A legislação trabalhista hoje no Brasil tem um problema, pois trata o trabalhador urbano da mesma forma que o rural e nós queremos ter algumas diferenças nesses dois tipos de trabalho. A gente quer que isso seja regulamentado na forma da lei, como por exemplo, jornada de trabalho e terceirização de mão de obra”, afirmou.
Entre em nossa comunidade do WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Assine nossa conta no YouTube, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet