Olhar Agro & Negócios

Sexta-feira, 19 de julho de 2024

Notícias | Logística

TRILHOS EM MT

Ministro dos Transportes diz que não há como baixar custos de ferrovia ligando MT e GO

Segundo Borges, o governo federal contestará as ressalvas do TCU ao leilão da ferrovia, que ligará os municípios de Lucas do Rio Verde, em Mato Grosso, e Campinorte, em Goiás. Borges tem expectativa de lançar o edital da concorrência ainda em janeiro.

Foto: Ilustração

A Fico será leiloada por meio do Programa de Investimento em Logística (PIL), que prevê investimentos da iniciativa privada

A Fico será leiloada por meio do Programa de Investimento em Logística (PIL), que prevê investimentos da iniciativa privada

O ministro dos Transportes, César Borges, disse nesta sexta-feira, em entrevista a jornalistas, que não há como reduzir os investimentos da Ferrovia de Integração do Centro-Oeste (Fico), como recomendado pelo Tribunal de Contas da União (TCU).


Segundo Borges, o governo federal contestará as ressalvas do TCU ao leilão da ferrovia, que ligará os municípios de Lucas do Rio Verde, em Mato Grosso, e Campinorte, em Goiás. Borges tem expectativa de lançar o edital da concorrência no primeiro trimestre de 2014..

A ministra da Casa Civil, Gleisi Hoffmann, reafirmou recentemente que a construção dessa ferrovia é uma das prioridades do governo federal. A Fico será leiloada por meio do Programa de Investimento em Logística (PIL), que prevê investimentos da iniciativa privada perante concessão de exploração.

Enfoque em 2014 serão as concessões de ferrovias, diz governo federal
Agência retoma processo licitatório de ferrovia que vai reduzir valor do frete em 50%

O trecho em questão, que tem início em Campinorte, cruzará o Estado de Mato Grosso no sentido Leste-Oeste e chegará a Lucas do Rio Verde, será construído a um custo estimado de R$ 4,1 bilhões, com a extensão de 901 quilômetros e previsão de conclusão em 2017.

No total, a Ferrovia de Integração do Centro-Oeste terá uma extensão de 1.638 km, partindo da Ferrovia Norte-Sul, em Campinorte, até chegar a Vilhena (RO). A totalidade da obra está orçada em R$ 6,4 bilhões e deve possuir três terminais de cargas: Água Boa, Santiago do Norte (Paranatinga) e Lucas do Rio Verde.
Entre em nossa comunidade do WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Assine nossa conta no YouTube, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet