Olhar Agro & Negócios

Quarta-feira, 12 de junho de 2024

Notícias | Logística

PPP

Riva tenta costurar parceria com a China para construir ferrovia MT/Pará

Foto: Reprodução

Riva tenta costurar parceria com a China para construir ferrovia MT/Pará
O deputado José Riva (PSD) aproveitou a presença do Conselheiro Comercial da Embaixada da China no Brasil, Wang Qingyuan, no 1º Seminário Cenários Estratégicos de Mato Grosso, realizado na segunda-feira (2), para entregar o projeto de uma ferrovia que interligará Mato Grosso e Pará. O parlamentar espera costurar um acordo entre o Brasil e o “Gigante Asiático” de cooperação para a construção da via. Os chineses detém uma das melhores tecnologias ferroviárias do mundo e já demonstraram a intenção de investir nesse mercado nas terras tupiniquins.


Riva acredita que a parceria seria interessante inclusive em função da proximidade dos dois países, visto que os chineses são os principais importadores dos produtos brasileiros, entre eles os grãos amplamente produzidos em Mato Grosso. “Entregamos o projeto de ferrovia em mãos e explicamos a viabilidade dessa proposta, que representa a redenção não apenas de Mato Grosso e Pará, mas é fundamental para o Brasil, pois representará facilmente, o aumento de produção em mais de 30 milhões de toneladas até 2020, ampliando em 50% a produção nacional de grãos e minérios”, argumentou Riva.

Leia mais: TRF nega recurso do MPF em ação movida por Taques e libera licença do Porto de Morrinhos

O parlamentar lembrou que a parceria é facilitada devido à intenção da China em promover investimentos ferroviários no Brasil. “A China quer investir em Mato Grosso e estamos de portas abertas para firmar esse acordo que representa o desenvolvimento do país com a melhoria da logística. Investidores chineses inclusive já haviam nos procurado para manifestar a intenção de construir a ferrovia, assim como americanos, russos, coreanos e árabes”, afirmou.

O conselheiro da Embaixada da China no Brasil analisará o projeto de ferrovia MT/PA, mas adiantou que o país tem interesse na parceria para a melhoria da logística brasileira.

“Mato Grosso é o Estado brasileiro que mais exporta soja, algodão e milho. Para a China, estreitar os laços é importante. As empresas chinesas tem interesse nos produtos agrícolas, programas de infraestrutura, pois é um país que se destaca na construção de ferrovias e continuará investindo no setor que será fator de desenvolvimento para Mato Grosso que precisa dessa melhoria na logística”, garantiu Wang Qingyuan.

Maior investimento do país nas ferrovias e a busca pela melhoria da logística através dos intermodais também foram defendidas pelo diplomata João Carlos Parkinson de Castro, do ministério das Relações Exteriores (Itamaraty), que mostrou o comparativo entre Brasil e Estados Unidos sobre a infraestrutura. Enquanto o Brasil prioriza o transporte rodoviário com 82 rodovias, 16 ferrovias e apenas duas hidrovias, os EUA optam pelo modal hidroviário (40 hidrovias), ferroviário (32 ferrovias) e 15 rodovias.

Monopólio – A implantação de ferrovias no país deve ser melhor pensada, na visão do deputado Riva, que defende projetos alternativos como da ferrovia MT/PA. “O presidente da Empresa de Planejamento e Logística (EPL), Bernardo Figueiredo, disse que existe uma preocupação do Governo Federal em relação aos chineses e americanos para que não haja monopólio, mas isso ocorre com a América Latina Logística (ALL) que atualmente promove o monopólio das ferrovias, como na Ferronorte, sob a condução da empresa e que é muito mais monopolizada, e isso nos causa preocupação. Quando falamos da ferrovia MT/PA, é exatamente para sair desse modelo atual e desse eixo do sul e mudar para o arco-norte”.

Riva também defendeu o aperfeiçoamento da legislação da Parceria Público-Privada (PPP), para torná-la menos burocrática.
Entre em nossa comunidade do WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Assine nossa conta no YouTube, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet