Olhar Agro & Negócios

Quarta-feira, 12 de junho de 2024

Notícias | Logística

Leilão BR-163

Sistema de concessão é importante para impulsionar logística no Estado, analisa Rui Prado

28 Nov 2013 - 14:49

Especial para o Agro Olhar - Thalita Araújo

Foto: ANTT

Sistema de concessão é importante para impulsionar logística no Estado, analisa Rui Prado
O presidente da Federação da Agricultura e Pecuária de Mato Grosso (Famato), Rui Prado, analisa que a concessão da BR-163, cujo leilão nesta quarta-feira (27) teve como vencedora a empresa Odebrecht S/A, é um passo importante para impulsionar a logística no Estado.


"Sempre defendemos as parcerias público-privadas e este sistema de concessão é importante para impulsionar as obras de infraestrutura e logística. O setor produtivo necessita de estradas em boas condições de trafegabilidade e a BR-163 é a espinha dorsal do escoamento da produção agropecuária de Mato Grosso", afirmou o presidente, através de sua assessoria.

Leia também:
Odebrecht diz que aposta no agronegócio e começa a cobrar pedágio em 18 meses
Odebrecht vence leilão da BR-163 com tarifa de R$ 2,63 por pedágio


Prado também revela que a Federação já encomendou ao Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea) uma avaliação dos trechos para, em seguida, discutir sobre os pedágios.

Vamos fazer estudos para avaliar os impactos financeiros dos pedágios aos produtores rurais. Mas consideramos a concessão uma ótima iniciativa por parte do Governo e da Odebrecht que é uma empresa de grande porte", disse o presidente.

O leilão da BR-163

A Odebrecht S/A foi a empresa escolhida em leilão na BM&FBOVESPA, em São Paulo, para explorar pelos próximos 30 anos um trecho de 850,9 quilômetros da BR-163 em Mato Grosso.

A empresa apresentou o menor valor de pedágio, R$ 2,638 para cada 100 quilômetros. O valor representa menos da metade do teto estipulado pelo governo, que correspondia a R$ 5,50.

A BR-163 é a principal rota de escoamento da produção agropecuária do Estado. Somente este ano, segundo o Imea, passaram por esta rodovia aproximadamente 33 milhões de toneladas de soja e milho, o que corresponde a 73% da produção de grãos do Estado.
Entre em nossa comunidade do WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Assine nossa conta no YouTube, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet