Olhar Agro & Negócios

Quarta-feira, 12 de junho de 2024

Notícias | Logística

Cresce a exportação de grãos pelo Porto de Santarém, no Pará

Toneladas de grãos, como soja e milho saem de Santarém, no oeste do Pará, todos os dias. O porto está localizado na margem direita do Rio Tapajós, de onde partem navios que seguem pelo Rio Amazonas até o Oceano Atlântico com destino à Europa e Ásia.


A cada ano as exportações aumentam. O Porto de Santarém exportou de janeiro à setembro deste ano quase 1,7 milhão de toneladas de soja e milho, um crescimento de 66% sobre o mesmo período de 2012.

A maioria dos grãos embarcada vem de Sinop, no Mato Grosso. A posição do Porto de Santarém é estratégica e vantajosa, pois fica mais perto da Europa, da Ásia e da América do Norte.

Este ano, quem lidera as exportações é o milho. Já saíram de Santarém 700 mil toneladas do produto, cinco vezes mais que o ano passado.

No terminal graneleiro de uma multinacional, uma das gigantes do mercado de exportações, as carretas chegam carregadas e os grãos são armazenados. De um enorme armazém, eles são embarcados nos navios e seguem para os seus destinos. O gerente da empresa, Ronaldo Donath, explica que antes de começar as operações em Santarém, ele precisava rodar muito para levar os grãos do Centro-Oeste até os portos de Santos, em São Paulo, e Paranaguá, no Paraná. Agora, a economia é grande.

Hoje, os Portos de Santos e Paranaguá lideram o ranking das exportações de grãos do país. O Porto de Santarém responde por 3%, participação que já é 20% maior que a registrada o ano passado.
Entre em nossa comunidade do WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Assine nossa conta no YouTube, clique aqui
Sitevip Internet