Olhar Agro & Negócios

Quarta-feira, 12 de junho de 2024

Notícias | Logística

Logística de transportes

Gleisi confirma leilão da BR 163, concessão de aeroportos e expansão de ferrovias em MT

Foto: Reprodução / Política Livre

Ministra da Casa Civil Gleisi Hoffmann

Ministra da Casa Civil Gleisi Hoffmann

A ministra da Casa Civil Gleisi Hoffmann confirmou para o dia 27 de novembro a data da realização do leilão para duplicação da BR 163. A obra está incluída no PIL (Programa de Investimento em logística), uma espécie de PAC para infraestrutura que prevê concessões à iniciativa privada.


“O leilão para duplicação dos 851 km da BR 163 está confirmado para o dia 27 de novembro”, afirmou a ministra durante audiência pública na comissão de Infraestrutura do Senado, esta semana.

Pré-candidata ao governo do estado do Paraná, Gleisi respondeu também a questionamentos do senador Blairo Maggi (PR-MT) a respeito da participação de 49% da Infraero no modelo societário proposto para os aeroportos.

Leia mais:
Ferrovia de Integração do Centro-Oeste é prioridade para o governo federal, garante ministra
FPA estuda nova convocação da ministra Gleisi Hoffmann sobre demarcação de terras indígena

“Os aeroportos deveriam ser concessionados no modelo em que são as rodovias. O aeroporto de Cuiabá, por exemplo, se for concessionado nas atuais regras, não vai ter quem queira operar. Se estimularmos uma maior participação da iniciativa privada, aí teremos o aeroporto sendo cuidado com melhor qualidade que a Infraero”, alertou.

A ministra explicou ainda que o modelo proposto tem o objetivo de fazer com que a empresa nacional adquira expertise atuando juntamente com grandes operadoras de aeroportos, contraindo, assim, maior experiência na administração aérea.

“Obtendo maior experiência, a Infraero poderá levar melhorias aos demais aeroportos regionais, que terão modelo diferenciado de gestão, que será ou só público ou com Parceria Público Privada (PPP)”, explicou.

Ferronorte e Rodovias
Durante a audiência, o senador Blairo Maggi agradeceu Gleisi Hoffman pela atenção dispensada a Mato Grosso, que há um mês conta com 360 km de ferrovias, passando pelos terminais de Alto Araguaia, Alto Taquari, Itiquira e Rondonópolis.

O modal aumenta a capacidade de escoamento do estado de 12 milhões de toneladas para 17 milhões ao ano. O senador também enalteceu a duplicação da rodovia entre Rondonópolis e o Posto Gil, obra que considera de suma importância para a região e que faz parte da segunda etapa do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC).
Entre em nossa comunidade do WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Assine nossa conta no YouTube, clique aqui
Sitevip Internet