Olhar Agro & Negócios

Quarta-feira, 12 de junho de 2024

Notícias | Logística

redenção

Riva apresenta projeto da ferrovia MT/PA à Empresa de Planejamento e Logística

O Mato Grosso é o maior produtor de soja e milho do país, somando mais de 40 milhões de toneladas na última safra. A falta de alternativa faz com que toda a produção seja escoada pelos portos do Sul e Sudeste, o que tem provocado atrasos na entrega e aumento no valor do frete.

Foto: Reprodução / Ilustração

Riva apresenta projeto da rodovia MT-PA à Empresa de Planejamento e Logística

Riva apresenta projeto da rodovia MT-PA à Empresa de Planejamento e Logística

Uma iniciativa dos governos estaduais de Mato Grosso e do Pará levou deputados dos estados a apresentar projeto de autoria do parlamentar mato-grossense José Riva (PSD), a ferrovia MT-PA, ao presidente da Empresa de Planejamento e Logística (EPL), Bernardo Figueiredo. Com isso, os interessados buscam sensibilizar a União e buscar apoio do governo federal para construção da ferrovia, que irá ligar os dois Estados.


Leia mais Chineses voltam a demonstrar interesse em ferrovias brasileiras; Cuiabá foi sondada em 2011
Modal de ferrovias é prioridade e projeto de Riva pode ser financiado por meio de fundo

O projeto foi apresentado na última quinta-feira (10) e tem como argumento resolver o problema de logística e impulsionar a produção agrícola na região. Na proposta apresentada pelos parlamentares está previsto a construção de uma ferrovia com 1,800 quilômetros interligando as cidades de Água Boa, em Mato Grosso, e Barcarena, no noroeste do Pará, podendo chegar até Marabá.

“Essa rodovia deve complementar o esforço que está sendo feito pelo governo atual. Além de estarmos atendendo a solicitação, nós vamos estudar essa ligação proposta. Vamos estudar formas de implementar aos poucos, unindo ao que vem sendo feito atualmente”, disse Figueiredo.

As produções dos dois Estados seriam escoadas pelos portos de Vila do Conde e Espadarte. Para o presidente da EPL, a iniciativa é válida, mas para sair do papel, o projeto deve ser adequado ao Plano Nacional de Logística: Rodovias e Ferrovias, lançado em agosto de 2012.

Trechos da linha norte-sul-sudeste já estão em andamento, assim como os ramais que ligam o nordeste ao centro-oeste, de Rondonópolis ao alto Araguaia. Ainda não há previsão para conclusão das obras.

A equipe técnica que elaborou o projeto argumentou com Ávila a necessidade, num primeiro instante, de financiar apenas o estudo de viabilidade. “Paralelo a isto estamos trabalhando a inclusão da ferrovia no Plano Nacional Ferroviário”, destacou José Riva.

Ferrovia
Uma das prioridades da União, o modal de ferrovias pode ser beneficiado pelo FDCO, fundo exclusivo para projetos de infraestrutura e logística, e após análise e validação, estas são encaminhadas para os bancos credenciados: Banco do Brasil e Caixa Econômica Federal.

Equipe técnica do deputado Riva já participou de reunião com o superintendente regional do Banco do Brasil, Ulisses Assis, para apresentar a proposta e solicitar que seja encaminhada para análise da instituição financeira em Brasília.

Produtores de Mato Grosso já sinalizaram positivamente para pagar o financiamento do projeto de engenharia.
Entre em nossa comunidade do WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Assine nossa conta no YouTube, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet